RIBEIRO ROCHA JULIO 
O REINO DE DEUS NÃO FAZ ACEPÇÃO DE PESSOAS
O REINO DE DEUS NÃO FAZ ACEPÇÃO DE PESSOAS

Muitos que se convertem continuam com as mesmas coisas dantes. Procuram se justificar dizendo esta passagem do Novo Testamento, que se encontra em Romanos,  capítulo 2, versículo 11, que assim declara:

“Porque, para com Deus, não há acepção de pessoas.”

O nosso dicionário da língua pátria nos ensina que acepção significa escolha ou preferência.

De fato, o Senhor Nosso Deus não escolhe ou dá preferência por uns e outros não, porquanto o ministério de Seu Filho Amado teve início com os mais humildes, homens pescadores e pecadores, como chamou também o cobrador de impostos Mateus ou Levi, conforme está bem descrito em  Mateus 4:18-22 e 9:9; e Lucas  5:27-29.

Jesus comia e bebia com os publicanos e pecadores. À beira do poço de Jacó, revelou-se para uma prostituta que tivera cinco maridos e estava com o sexto, que também não era seu.

Jesus escolheu Saulo para levar a salvação do Reino de Deus aos gentios. Quem era Saulo? Era um pecador dos mais perversos daquela época, pois dava surras, prendia e matava os santos de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Realmente, o Mestre não faz acepção de pessoas. Contudo, não podemos esquecer que quem se converte, aceitando a Jesus como o seu único e suficiente Salvador e Redentor, jamais poderá fazer as coisas que fazia antes.

Com efeito, em 2 Coríntios, capítulo 2, versículo 17, afirma:

“Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.” 

Deste modo, vejamos os textos bíblicos seguintes:

“Examinai tudo. Retende o bem; Abstende-vos de toda a aparência do mal. E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.” (1Tessalonicenses 5:21)

 “Como filhos da obediência, não vos amoldeis às paixões que tínheis anteriormente na vossa ignorância; pelo contrário, segundo é santo aquele que vos chamou, tornai-vos santos também vós mesmos em todo o vosso procedimento, porque escrito está: Sede santos, porque eu sou santo” (1 Pedro 1:14-16). 

“Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que eu agora vivo na carne vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.” (Gálatas 2:20)

Porque São Paulo nos diz que está crucificado com Cristo? O apóstolo das nações se referiu somente a ele?

Certamente que o amado leitor está lembrado que Jesus Cristo falou assim:

“EU SOU a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador. Toda a vara em mim, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto.” (João 15:1-2)

Finalmente, o Rei dos reis declara qual é o destino da vara que não dá fruto e foi tirada da videira verdadeira, conforme está escrito:

Eu sou a videira, vós as varas, quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. Se alguém não estiver em mim, será lançado fora como a vara, e secará; e os colhem e lançam no fogo, e ardem.” (João 15:5-6)

Aquele que diz “aceitei a Jesus, estou salvo, vou morar no céu”, mas não se desligou das coisas da carne, do mundo, está redondamente enganado, pois o reino ao qual serve é o de satanás e seus demônios, visto que assim está escrito:

  “Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: prostituição, impureza, lascívia, Idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus.” (Gálatas 5:19-21)

Não obstante, se reconhecer os seus pecados e pedir perdão a Deus será perdoado. E nunca mais pecar! E morrendo numa vida santa, seu lugar, então será na corte Celestial, porquanto o seu nome constará no livro da vida. Amém!

O nosso dicionário pátrio nos esclarece o significado das palavras abaixo:

Lascívia: Qualidade ou caráter do que é lascivo. Libidinoso. Sensual.

Glutonaria: Que tem os olhos maiores do que a barriga. Que come demasiadamente. Gula.

Porfias: Disputa ou contenda pertinaz de palavras. Teima.

Emulações:  Sentimento que excita o zelo e a atividade para igualar ou exceder os outros no que é bom. Rivalidade.

Dissensões: Diversidade de opiniões. Desavença, divergência; contraste.