RIBEIRO ROCHA JULIO 
PASTOR METRALHADORA É ACUSADO DE ESTUPRO
PASTOR METRALHADORA É ACUSADO DE ESTUPRO

 

O pastor metralhadora era dirigente da igreja assembleia de Deus dos Últimos Dias na capital do Rio de Janeiro/Brasil. Ele pegava a Bíblia Sagrada ea usava como se fosse uma metralhadora. E saia dando rajadas contra os pés dos seus seguidores, os quais ficavam pulando.  E dava também rajadas nos corpos dos que o seguiam, e saiam rolando pelo chão; e as balas tum...tum...tum..., mas este tum...tum... ele (o pastor metralhadora) o fazia com a sua própria boca, enquanto estirava seus dois braços com o livro de Deus na frente, segurando-o pelas duas mãos. E tudo parecia ser sobrenatural pelo lado certo, segundo os cegos – sem entendimento bíblico – que assistiam aquelas cenas.

Metralhadora, que era endeusado por centenas de fiéis, visitava as cadeias públicas, e os traficantes se convertiam. Visitava as favelas, nos murros. Convertia os traficantes. Apaziguava desarmonia. Muitos traficantes convertidos viviam na igreja do pastor metralhadora.

Pastor metralhadora é preso

O pastor metralhadora enganou por um bom tempo, porém, o seu reinado, que era fora do normal, desmoronou.  Segundo os noticiários nos jornais e televisão, tudo quanto ele fazia não passava de uma farsa. Ele foi acusado de haver estuprado cerca de vinte mulheres.

Na igreja dele não houve conversão de nenhum traficante.

Metralhadora foi preso preventivamente, sendo investigado, de início, por seis estupros. O pastor foi investigado pela Delegacia de Combate às Drogas (DCOD) por onde tramitavam cinco ou seis inquéritos policiais. Foram tomados depoimentos durante um ano de investigação sobre crimes supostamente cometidos por metralhadora. Constam os nomes das vinte mulheres que também teriam sofrido abuso.

De acordo com os dois primeiros inquéritos remetidos à Justiça do Rio de Janeiro, foram decretados dois mandados de prisão contra o pastor, que  o recolheram preventivamente ao presídio Bangu 2.

Segundo ficou apurado, ele se aproveitava das pessoas pobres que achavam está precisando de acompanhamento espiritual. O tal induzia as pessoas  a acreditarem  que ficariam livres se mantivessem relações sexuais com uma pessoa santa. Só que o santo seria ele. E que santo! A maioria dos fatos aconteciam dentro da própria igreja.

Das investigações ficou apurado o envolvimento dele com o tráfico de drogas. Lavagem de dinheiro e homicídio. Compra de um apartamento no nome da igreja, no valor de oito milhões de reais. O apartamento foi utilizado para a realização de orgias comandadas pelo dito pastor. Muitos foram vítimas dos encontros. E seriam fiéis da igreja. O pastor metralhadora atraiu seus seguidores dizendo que se tratava de cultos. Não obstante, tratava-se de coisa bem diferente, pois ele de maneira violenta, obrigava as mulheres fazerem sexo com mulheres, e homens com homens, inclusive com menores.

Sobre pegar a bíblia como se fosse uma metralhadora e as pessoas pulando ou ralando no chão, nós nos firmamos em alguns pontos, a seguir:

Primeiro – A Bíblia Sagrada é a guardião da Palavra de Deus. Ela – a Bíblia - é para ser aberta e anunciada o que o Senhor nosso Deus mandou escrever por inspiração do Espírito Santo.

Segundo – Nosso Jesus amado não mandou fazer tais coisas, visto que assim está escrito:

“E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda a criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado. E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demónios; falarão novas línguas; Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos e os curarão.” (Marcos 16:15-18)

Quanto às outras coisas, que são muitas, ele e seus seguidores haverão de se entender com Deus. Contudo, não podemos deixar de citar o que está escrito nas Sagradas Escrituras.

Vejamos:

“Pelo que também Deus os entregou às concupiscências, de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si; Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amem. Pelo que Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza. E, semelhantemente, também os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, varão com varão, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro. E, como eles se não importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm; Estando cheios de toda a iniquidade, prostituição, malícia, avareza, maldade, cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade; Sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e às mães; Néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia; Os quais, conhecendo a justiça de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem.” (Romanos 1:24-32)

“Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: prostituição, impureza, lascívia, Idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus. (Gálatas 5:19-21)

“Quem vencer, herdará todas as coisas e eu serei seu Deus, e ele será meu filho. Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos devassos, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte.” (Apocalipse 21:7-8)

Lascívia: Propensão para a sensualidade; qualidade ou caráter do que é lascivo.

Lascivo: Libidinoso; Sensual.

Devasso: Que ou aquele que é moralmente vergonhoso. O mesmo que depravado, desregrado.