RIBEIRO ROCHA JULIO 
SEGUNDA VINDA DO FILHO DO HOMEM
SEGUNDA VINDA DO FILHO DO HOMEM

 

O julgamento do Filho do Homem será implacável.

Jesus anunciava coisas ocultas por parábolas, e assim cumpria-se o que fora dito pelo profeta, que disse: “Abrirei em parábolas a minha boca; publicarei coisas ocultas desde a função do mundo.”(Salmos 78:2)

Desta feita, o Mestre falava sobre a parábola do trigo e do joio. A exemplo das demais parábolas, os discípulos não entenderam o significado do que Jesus dissera.

Afastando-se da multidão, foi Jesus e seus discípulos para casa. Distante do povo. Os discípulos se dirigiram a Ele, dizendo:

“Explica-nos a parábola do joio do campo.” (Mateus 13:36)

Não deixando nada encoberto aos seus discípulos, Jesus lhes explicou o significado do joio do campo.

“O que semeia a boa semente, é o Filho do homem; O campo é o mundo; e a boa semente são os filhos do reino, e o joio são os filhos do maligno; O inimigo, que o semeou, é o diabo; e a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos. Assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim será na consumação deste mundo.” (Mateus 13:37-40)

E continua:

“Mandará o Filho do homem os seus anjos, e eles colherão do seu Reino tudo o que causa escândalo, e os que cometem iniquidade. E lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá pranto e ranger de dentes. Então os justos resplandecerão como o sol, no Reino de seu Pai. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.” (Mateus 13:41-43)

Jesus fez outra comparação sobre o Reino dos Céus.

“Igualmente o reino dos céus é semelhante a uma rede lançada ao mar, e que apanha toda a qualidade de peixes.  E, estando cheia, a puxam para a praia; e, assentando-se, apanham para os cestos os bons;os ruins, porém, lançam fora.  Assim será na consumação dos séculos: Virão os anjos, e separarão os maus de entre os justos,” (Mateus 13:47-48)

Jesus completa a explicação:

Assim será na consumação dos séculos: Virão os anjos, e separarão os maus de entre os justos, E lançá-los-ão na fornalha de fogo: ali haverá pranto e ranger de dentes.” (Mateus 13:49-50)

Não consta que os anjos pouparão aqueles, cujos pecados foram zerados pelos perdoadores humanos, exceto se a ofensa fora contra o perdoador.

Os justos são o que fizeram a vontade de Deus, seguindo os preceitos do Senhor.

Todas as nações irão ao Filho do Homem.       

“E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória;” (Mateus 25:31)

O Filho do homem separará as ovelhas dos bodes.

“Todas as nações comparecerão diante da face do Filho do Homem, quando Ele apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas.” (Mateus 25:32)

As ovelhas, que são os salvos, ficarão à direita do filho do homem.

“Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo; Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e fostes ver-me. Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber? E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? Ou nu, e te vestimos? E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te? E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que, quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.” (Mateus 25:34-40)

Aos bodes, que estão à sua esquerda, o Filho do Homem procederá conforme está escrito:

“Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos; Porque tive fome, e não me destes de comer, tive sede, e não me destes de beber. Sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes. Então eles também lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos? Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim.” (Mateus 25:41-45)

Por fim, o Filho do Homem esclarece:

“E irão estes para o tormento eterno,...”(Mateus 25:46, parte a)

Estes, que Jesus se refere, são os bodes. Os quais, enquanto viveram no mundo, não ajudaram os pobres, os fracos, os oprimidos, os injustiçados.

 “... mas os justos para a vida eterna.” (Mateus 25:46, parte b)

Estes assistiram aos pobres em suas necessidades, hospedaram o estrangeiro; Vestiram os nus; visitaram os doentes; foram ver os que estavam na prisão. Eles praticaram o amor, a caridade! Esta, tão ausente no meio do povo que se diz de Deus. É tempo de muita reflexão. Não há dificuldades para entendermos todas estas coisas. 

Como vimos, os bodes que estarão no meio das ovelhas andaram pelo caminho largo, cujo fim será o do tormento eterno.  

           Conforme observamos, os salvos praticaram a caridade, coisa raríssima nos dias atuais. E os que ignoram estas coisas ainda dizem que vão morar no céu.

            O reto julgamento de Nosso Jesus Amado, o Filho de Deus vivo, o Rei, será segundo o amor ao próximo, que os bodes não praticaram. Todavia, as ovelhas já estarão salvas, as quais comparecerão diante do Rei a fim de receberem a proclamação pública que será feita “...Vinde benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo....”

Esta proclamação pública foi anunciada por Jesus, conforme Mateus, capítulo 6, versículos 2 a 4, que diz:

Quando pois deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão.Mas, quando tu deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua direita;Para que a tua esmola seja dada ocultamente: teu Pai, que vê em segredo, te recompensará publicamente.”

O próximo, aqui, é qualquer pessoa, que seja crente ou não.

As ovelhas são os que tinham fé e praticaram a caridade, e pela graça foram salvos.

            Enganados estão os que pensam o contrário. Jesus é fiel nas suas profecias.  Ele não falha!

            Quem falha é o homem, com sua língua cheia de mentira, cedendo o seu coração a satanás, que é o pai da mentira, de todo engano. (João 8:44)