RIBEIRO ROCHA JULIO 
VOCÊ SABE PERDOAR?
VOCÊ SABE PERDOAR?

 

O homem diz que perdoa, mas continua cheio de rancor contra o seu próximo. Ora ou reza a oração que Jesus nos ensinou, que é o Pai Nosso. Ele – o homem – nem ao menos presta a atenção na mensagem do Pai Nosso, o qual se encontra em Mateus capítulo 6, versículos 9 a 13, que diz:

Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu;  O pão nosso de cada dia nos dá hoje;  E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores;  E não nos induzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém.” 

Os devedores citados nesta oração são os que nos ofendem. Este verbo nos leva a uma abrangência muito vasta, que vai desde ceifar uma vida às ofensas com palavras. Estas últimas (as ofensas com palavras)  são filhas da língua cheia de veneno viperino. 

Em seguida, Jesus diz o quanto é importante perdoá-los. Sem perdoar os seus inimigos, o homem não será atendido nas suas petições dirigidas ao nosso Pai Celestial. Nem tampouco herdará o Reino do Céu.

E perdoando os seus adversários, o homem irá até eles, conforme nos orienta o Mestre – Salvador e Redentor das nossas almas, que diz em Mateus, capítulo 5, versículos 23 a 25: 

“Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti,  Deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão, e depois vem e apresenta a tua oferta.  Concilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás no caminho com ele, para que não aconteça que o adversário te entregue ao juiz, e o juiz te entregue ao oficial, e te encerrem na prisão.” 

Jesus deixa bem claro que não haverá perdão para o homem, caso ele primeiro não perdoar  aqueles que lhe ofenderam, conforme está escrito em Mateus, capítulo 6, versículos 14 e 15, que diz:

Porque se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós; Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas.”

Por fim, Jesus não deixa dúvida sobre o verdadeiro amor, que leva o homem ao perdão do nosso Pai Celestial. E é neste ponto que muitos tropeçam  porque tem um coração endurecido. Ignoram o valor do perdão.  Ou não examinam a Bíblia Sagrada.

Em Mateus 5, capítulos 43 a 48, está escrito:

“Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo, e aborrecerás o teu inimigo.  Eu, porém vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; Para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus; porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos.  Pois, se amardes os que vos amam, que galardão havereis? Não fazem os publicanos também o mesmo?  E, se saudares unicamente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os publicanos também assim?  Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus.”

Sobre este perdão, fizemos algumas indagações  a diversas pessoas  da nossa relação de amizade. Nossa pergunta sempre era a mesma: Você tem inimigo? Tenho ou não tenho –  respondia.

No caso de ter inimigo, nós perguntamos: se teu inimigo vier pedir perdão pela ofensa que te fez, perdoarias?

Geralmente, a pessoa diz: “Perdoaria.”

E se a pessoa te ofender outra vez, você a perdoaria? Esta resposta vinha após alguns segundos.  Nós fazíamos a terceira pergunta: E se a mesma pessoa te procurar e disser que pecou contra ti e quer o teu perdão, tu a perdoarias? A esta resposta o nosso interlocutor já ficava gaguejando. Umas diziam que perdoavam, porém, a maioria respondia que não.

No caso de não ter inimigo, umas diziam que perdoavam, outras, porém, diziam que não.

Ora, o coração do homem está muito distante da realidade divina, porquanto, Jesus disse que perdoaremos  sete vezes setenta; portanto, 490 vezes haveremos de perdoar à mesma pessoa pela ofensa que nos causar.

Enquanto o homem não gosta de perdoar, o Senhor Jesus, já pregado numa cruz, rogou a Deus:

...Pai, perdoa-lhes porque não sabem o que fazem.” (Lucas 23:34-A)

Estevão deu outro exemplo de perdão, conforme está escrito em Atos, capítulo 7, versículos 59 a 60.

E apedrejaram a Estêvão, que em invocação dizia: Senhor Jesus, recebe o meu espírito. E, pondo-se de joelhos, clamou com grande voz: Senhor, não lhes imputes este pecado. E, tendo dito isto, adormeceu.”

Cego, o ser humano, que não examina as Escrituras, não perdoa e diz que será salvo após a morte física.  E vai morar no Céu. Engana-se redondamente! Não há perdão para quem não perdoa!

O nosso dicionário pátrio explicar o significado das palavras abaixo:

Maldizem: Falar mal dos outras;  difamar; blasfemar;

Bendizei: Abençoar  e dizer bem dos outros.