RIBEIRO ROCHA JULIO 
A BESTA PROFERIRÁ BLASFÊMIAS CONTRA DEUS
A BESTA PROFERIRÁ BLASFÊMIAS CONTRA DEUS

 

E foi-lhe dada uma boca para proferir grandes coisas e blasfémias; e deu-se-lhe poder para continuar por quarenta e dois meses. E abriu a sua boca em blasfémias contra Deus, para blasfemar do seu nome, e do seu tabernáculo, e dos que habitam no céu. E foi-lhe permitido fazer guerra aos santos, e vencê-los; e deu-se-lhe poder sobre toda a tribo, e língua e nação. E adoraram-na todos os que habitam sobre a terra, esses cujos nomes não estão escritos no livro da vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo.” (Ap 13.5-8)

No tempo de terrível angústia, o anticristo exigirá que os povos lhe prestem cultos e adoração, e, quem se opor, será perseguido de maneira cruel. O anticristo, que é a besta (Ap 13.1) será adorado como se fosse Deus.

A besta será exaltada, com a boca cheia de blasfêmia. A besta, que também é o anticristo, fará guerra contra os crentes, e os vencerá, contudo, não fará nenhum dano espiritual ao povo santo de Deus.

O anticristo irá unir todas as nações e todas as religiões sob sua autoridade absoluta. Porém, o poder dado à besta será limitado por Deus.

Diz Hernandes Dias Lopes que “...o anticristo será apoiado pela segunda besta, o falso profeta (13:11-18;16:13;19:20). A segunda besta  é serva da primeira e seduzirá  o mundo inteiro a adorar a primeira besta (13:11-15)”

Continuando, diz o comentarista Hernandes Dias Lopes que “Se a primeira besta é o braço de Satanás, a segunda é  a mente de Satanás. Ela é o falso profeta. A primeira besta  age no campo político, a segunda no campo religioso.”

O iníquo virá com todo poder

O iníquo, que também é a besta, virá com a força de Satanás e todo o

engano, conforme 2 Tessalonicenses, capítulo 2, versículos 7 e 10, que descrevem:

Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que agora resiste até que do meio seja tirado; E então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda; A esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder e sinais e prodígios de mentira,  E com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para se salvarem.”

A iniquidade se manifesta secretamente como uma força invisível nos seres humanos.       

Durante algum tempo, o iníquo terá grande poder, porém, não excederá aos limites permitidos por Deus.

Este tal iníquo é instrumento terrível, porquanto ele tem a mente  de Satanás; seu objetivo principal é enganar os incrédulos  com sinais de mentira; o iníquo opera no mundo de há muito tempo, com todo poder de mentira e de engano, que vem das mãos do diabo, pois ele é o pai da mentira (João 8:44).

Prosseguindo com a sua narrativa, o pastor Elinaldo Renovato diz que o mundo clama por um governo único. Ele esclarece que em 1968, foi fundado o Clube de Roma, que concluiu ser necessário que haja um governo único na terra. Isso é significativo em termos proféticos. Além disso, a situação caótica do mundo fará com que o povo busque “um salvador” potente, e o Anticristo se apresentará como tal. Terá a eficácia de Satanás (2 Ts 2.9,10). Será por excelência um líder político. Haverá uma confederação de nações, sob a liderança do Anticristo.  Em 1957, em Roma foram  criados “OS Estados Unidos da Europa”, hoje no âmbito  da Comunidade Europeia, que conta atualmente com 28 estados-membros (2015).”

Por fim, o pastor Elinaldo faz referência à visão de Nabucodonosor, “...de uma grande estátua, que representava todos os reinos do mundo, até o final dos tempos, os dez dedos da estátua representam dez reinos (Dn 2.40-43), resultantes do antigo Império Romano (o quarto animal -  Dn 7.24), que estarão em evidência nos fins dos tempos; correspondem aos 10 chifres do 4º animal de Daniel 7.24 e os dez chifres da Besta de Apocalipse 13.1 e 17.3. Refere-se a um poder que “existiu, e que no momento não existe, mas que voltará  a existir (Apocalipse 17.8).”