Wordpress, Prestashop, Joomla, Drupal e outros com Domínio e Certificado Grátis
Capítulo 1 Não ficará pedra sobre pedras
Capítulo 1 Não ficará pedra sobre pedras

Jesus e Seus discípulos saiam do templo, quando os discípulos se aproximaram dele para lhe mostrarem a estrutura do templo. (Mateus 24:1)

O Templo, naquela época, era considerado como uma das maravilhas  arquitetônicas do mundo. O templo era impressionante, e, para os Judeus representava  a presença de Deus entre eles.

Jesus reconheceu a beleza do tempo, porém, fez uma pergunta, e profetizou:

Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derribada.” (Mateus 24:2) 

Diz o comentarista que,  como na época do profeta Jeremias, A DESTRUIÇÃO DO ADORADO Templo dos judeus seria o castigo de Deus por terem se afastado Dele (Se afastado de Deus).

Os discípulos se preocuparam com aquela afirmativa de Jesus, conforme descreve o texto de Mateus, capítulo 24, versículo 3:

 “E, estando assentado no monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos em particular, dizendo: Diz-nos quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo?”

A pergunta subdivide-se em três:

  • “...quando serão essas coisas...”
  • “...e que sinal haverá da tua vinda...”
  • “...e do fim do mundo?”

O Monte das Oliveiras tem 820 metros de altura. Jesus e os seus discípulos estavam cansados. E seria uma boa oportunidade para os discípulos  indagarem de Jesus sobre a derribada do Templo, porém, eles preferiram fazer uma pergunta que tivesse uma grande extensão, indo daquela  época ao fim do mundo.

 O profeta Zacarias predisse que o Messias ficaria sobre este mesmo monte quando retornasse para estabelecer o seu reino eterno (Zc 14.1-4).

Deste feita, iniciaremos o cumprimento das profecias de Jesus, com a destruição do Templo, conforme o capítulo que se segue.