Criar um Site Grátis Fantástico
Capítulo 25 Os arrependidos após o arrebatamento
Capítulo 25 Os arrependidos após o arrebatamento

No momento do arrebatamento dos membros da Igreja de Jesus, os  vivos  estarão em  suas atividades  profissionais, religiosas ou domésticas.

Nas ruas  carros ficarão desgovernados; nos ares, aviões sem pilotos; nos mares, navios sem pilotos; nas ferrovias, trens sem maquinistas.  Em alguns púlpitos, nas naves das igrejas, nas ruas, nos lares, nos estabelecimentos comerciais, num abrir e fechar de olhos, muitos sumirão. Porém, milhões de milhões ficarão.

Os do mundo ficarão perplexos com tal evento anunciado pelos meios de comunicação. Todavia, haverá grande lamentação dos que foram enganados por seus líderes religiosos, que não pregaram a Verdade de Deus aos seus seguidores.    E com muito arrependimento, acusarão os seus líderes de enganadores, pois só lhes pregaram mentira.

Os evangélicos que foram enganados se arrependerão, e serão salvos, porém, enfrentarão o Governo do Anticristo, conforme Apocalipse, capítulo 13, versículo 7, que descreve:  “E foi-lhe  permitido  fazer guerra aos santos,

e vencê-los.”

Os que sairão vitoriosos da besta

Na visão de João, um dos anciãos lhe esclarece sobre os que estavam vestidos de vestidos brancos, dizendo:  “Estes são os que vieram de grande tribulação, e lavaram os seus vestidos e os branquearam no sangue do Cordeiro.” (Ap 7.13-14) 

Estes serão os servidores de Jesus, e enfrentarão as  atrocidades da besta, cuja recompensa será herdar o Reino de Deus.

João viu “... os que saíram vitoriosos da besta, e da sua imagem, e do seu sinal, e do número do seu sinal, e do número do seu nome...” (15.2)

A recompensa dos seguidores da besta

Não obstante,  os que foram engados pela doutrina Roma Papal, hão de procurar os seus líderes, os quais consolarão os seus seguidores, dizendo:

“Calma! vem aí uma coisa que jamais vocês tiveram o prazer de vê; é uma imagem que fala.”

Eles ficarão encantados vendo a imagem falante da besta, conforme Apocalipse, capítulo 13, versículos 14 e 15, que descreve:

E engana os que habitam na terra com sinais que lhe foi permitido que fizesse em presença da besta, dizendo aos que habitam na terra que fizessem uma imagem à besta que recebera a ferida da espada e vivia.  E FOI-LHE CONCEDIDO QUE DESSE ESPÍRITO À IMAGEM DA BESTA, PARA QUE TAMBÉM A IMAGEM DA BESTA FALASSE, e fizesse que fossem mortos todos os que não adorassem a imagem da besta.”

O castigo sobre os adoradores da besta

E foi o primeiro, e derramou a sua taça sobre a terra, e fez-se uma chaga má e maligna nos homens que tinham o sinal da besta e que adoravam a sua imagem.”  (Ap 16.2)

Isto é a ira de Deus sobre os ímpios de todos os recantos do mundo, que preferiram a besta, e desprezaram o Deus Altíssimo.