RIBEIRO ROCHA JULIO 
O FIM DO MUNDO E O MILÊNIO
O FIM DO MUNDO E O MILÊNIO

Não ficará pedra

sobre pedras

“E QUANDO Jesus ia saindo do templo, aproximaram-se dele os seus discípulos para lhe mostrarem a estrutura do templo.” (Mateus  24, versículo 1 )

O Templo, naquela época, era considerado como uma das maravilhas  arquitetônicas do mundo. O templo era impressionante, e, para os Judeus representava  a presença de Deus entre eles.

Jesus reconheceu a beleza do tempo, porém, fez uma pergunta, e Profetizou:

Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derribada.” (Mateus 24:2) 

Diz o comentarista que,  como na época do profeta Jeremias, A DESTRUIÇÃO DO ADORADO Templo dos judeus seria o castigo de Deus por terem se afastado Dele (Se afastado de Deus).

Os discípulos se preocuparam com aquela afirmativa de Jesus, conforme descreve o texto de Mateus, capítulo 24, versículo 3:

 “E, estando assentado no monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos em particular, dizendo: Diz-nos quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo?”

A pergunta subdivide-se em três:

  • “...quando serão essas coisas...”
  • “...e que sinal haverá da tua vinda...”
  • “...e do fim do mundo?”

O Monte das Oliveiras tem 820 metros de altura. Jesus e os seus discípulos estavam cansados. E seria uma boa oportunidade para os discípulos  indagarem de Jesus sobre a derribada do Templo, porém, eles preferiram fazer uma pergunta que tivesse uma grande extensão, indo daquela  época ao fim do mundo.

 O profeta Zacarias predisse que o Messias ficaria sobre este mesmo monte quando retornasse para estabelecer o seu reino eterno (Zc 14.1-4).

Deste feita, iniciaremos o cumprimento das profecias de Jesus, com a destruição do Templo, conforme o capítulo que se segue.

 

Destruição do Templo

de Jerusalém

Os judeus se revoltaram contra o domínio romano. Vespasiano foi designado pelo cruel imperador Nero para sufocar a revolta dos judeus.

Vespasiano, com sua tropa, matou grande número de judeus, porém, não conseguiu dominá-los.

Com a morte de Nero, em 9 de junho de 68 d.C, Vespasiano assumiu o império romano.

O cumprimento da profecia de Jesus, sobre a destruição do Templo (Mateus 24:1-2), aconteceu no ano 70 d.C, quando os judeus não suportando as perseguições  impostas por Vespasiano, se rebelaram contra a sua autoridade imperial.

O general Tito, filho de Vespasiano, que depois também se tornou imperador de Roma, comandando um exército de 70 mil soldados, formados por romanos, árabes e sírios, cercou Jerusalém durante sete meses, mandando construir um muro muito alto, deixando o povo de Deus cercado. Terminada a construção do muro, Tito com sua tropa invadiu Jerusalém; e teve início a um dos maiores combates sangrentos registrado no tempo da Maravilhosa Graça.

O exército de Tito matou 40 mil soldados; um milhão e cem mil civis – crianças, adultos, idosos, mulheres grávidas, amamentando – morreram pela espada ou pela fome, pois a cidade ficou sitiada.

A tropa inimiga agiu implacavelmente com assustador requinto de perversidade. O templo foi destruído e queimado, restando tão-somente o muro ocidental de sustentação da esplanada, que depois recebeu o nome de Muro das Lamentações.

Com Jerusalém cercada, e  faltando  alimentos,  houve terrível fome, pois o comentarista Itamir Neves, no seu livro Comentário Bíblico de Mateus, diz:

 “A fome foi tão impiedosa que algumas mães comeram seus filhos para não morrerem.”

Itamir continua: “Grupos rivais dentro da cidade massacraram uns aos outros  e  profanaram  o  templo  muito  antes das  tropas  romanas  entrarem e destruírem a cidade...”

Eusébio de Cesaréia, no seu livro História Eclesiástica, relata, com mais profundidade, a angustia vivida pelo povo judeu num cerco que durou sete meses. E cita a advertência de Jesus que se encontra nos Evangelhos de Mateus, Lucas e Marcos, que diz: “Ai das grávidas, das que tiveram amamentando naqueles dias. Pois haverá grande aflição, tal que jamais houve desde o princípio do mundo até agora, nem haverá.”

Flávio Josefo, no seu livro História dos Hebreus, capítulo 36, página 1334, destaca:

“Espantosa crueldade dos sírios e dos árabes do exército de Tito e mesmo de alguns romanos que abriram o ventre dos que fugiam de Jerusalém para procurar ouro. Horror que Tito sentiu com isso.”

Muitos judeus conseguiram pular as muralhas e fugiram, levando consigo ouro no seu ventre.

Diz o historiador Flávio Josefo que “Vários então dos sírios e dos árabes (do exército de Tito) começaram a abrir o ventre dos prisioneiros para procurar nas suas entranhas o metal com que queriam satisfazer à sua abominável ambição, o que penso ser a mais horrível de todas as crueldades, que jamais os judeus tiveram de sofrer, por maiores e mais entranhas que tenham sido as outras; numa só noite, dois mil terminaram sua vida desse modo.”

Alguns roubavam o pouco que encontravam nos lares,  denunciando uns aos outros, e foram capturados  e sentenciados à pena de morte.

Os jovens mais altos e os que se destacavam pela beleza foram mantidos para o triunfo. Do resto da população, os que tinham mais de dezessete anos foram enviados como prisioneiros para trabalhar nas minas do Egito. Outra parte foi distribuída por todas as províncias para serem destruídos pela espada ou pelas feras selvagens nos teatros.   Os que tinham menos de dezessete anos – cerca de 90 mil - foram levados para serem vendidos à escravidão.

Levaram alguns jovens para servir de troféu nos domínios romanos, e outros para animar o povo nas arenas, que foram devorados pelas feras.

Sobre essas coisas, disse Jesus: “Eis que eu vo-lo tenho predito.” (Mateus 24:25) 

Jesus predisse

todas as coisas.

“Quando pois virdes que a abominação da desolação, de que falou o profeta Daniel, está no lugar santo; quem lê, atenda; Então, os que estiverem na Judéia, fujam para os montes;” (Mateus 24.15- 16)

Diz o comentarista que “Jesus advertiu contra a procura de sinais, mas como uma parte final de sua resposta  à segunda pergunta dos discípulos (Mateus 24.3). Ele falou  do evento definitivo que iria significar  a destruição vindoura.” – Comentário ao Novo Testamento, Aplicação Pessoal.

Em Mateus, capítulo 24, versículos 17 e 18, Jesus prediz:

“E quem estiver sobre o telhado não desça a tirar alguma coisa de sua casa, E quem estiver no campo não volte atrás a buscar os seus vestidos.” 

Jesus lamenta, conforme Mateus, no mesmo capítulo, versículos, que descreve: “Mas AI DAS GRÁVIDAS e DAS QUE AMAMENTAM NAQUELES DIAS!  E orai para que a vossa fuga não aconteça no inverno nem no sábado;” (Mateus 24.19-20)

Dos versículos 17 ao 20,  há uma dupla referência nestes textos sagrados, pois um evento aconteceu na tomada de Jerusalém, com a consequente destruição do Templo.

Impiedosamente, o exército de Tito matou mulheres grávidas   e as que estavam amamentando, e com elas morreram as  suas crianças.

A outra referência acontecerá no arrebatamento da Igreja, que acontecerá antes da Grande Tribulação, pois as criancinhas são santas e não ficarão na terra.

Nos versículos 21 e 22, do mesmo capítula 24, Jesus disse que “...haverá então grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco há de haver. E, se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma carne se salvaria; mas por causa dos escolhidos serão abreviados aqueles dias. 

Jesus profetizou, mas, como os judeus não O receberam (João 1.11), nem tampouco creram nas suas profecias, foram vítimas de uma terrível carnificina.

Ao falsos Cristos

Então Jesus prediz os sinais do Fim de Todas as Coisas – fim dos tempos. Cujos sinais vem acontecendo ao longo de séculos.  

“Acautelai-vos, que ninguém vos engane; Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos.”(Mateus 24:4-5)

Diz o comentarista “que Jesus sabia que se os discípulos procurassem por sinais, eles estariam sujeitos à decepção.”

Realmente, no decorrer de vários séculos surgiram muitos se dizendo ser o Cristo, entre os quais destacamos alguns:

John Nichole Thom, rebelde contra o governo, dizia ser o “salvador do mundo” e a reencarnação de Jesus Cristo. Foi morto por soldados britânicos na Batalha de  Bossenden Wood, em 31 de maio de 1838, na cidade de Kent/Inglaterra.

Arnold Potter, viveu de 1804 a 1872. Afirmava que o espírito de Jesus Cristo havia entrado em seu corpo e ele se tornara “Potter Cristo”, filho de Deus vivo.

William W. Davies, viveu de 1833 a 1906, líder da seita reino dos céus, o qual pregava muita heresia, dizendo-se ser a reencarnação  de Jesus Cristo.

Lou de Palingboer, viveu de 1898 a 1968,  fundou a seita da Holanda, sendo seu líder, o qual se dizia ser o corpo ressuscitado de Jesus Cristo.

Krishna Venta, viveu de 1911 a 1958, fundou a seita fonte de sabedoria, na Califórnia, o qual declarou que era Cristo.

Inri Cristo, nasceu em 1948,  afirma ser o segundo Jesus reencarnado, viveu em Brasília, dizia ser a “Nova Jerusalém” do Apocalipse. Os cegos dos meios de comunicação o  entrevistou algumas vezes.

Os lobos devoradores

Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas interiormente são LOBOS DEVORADORES.” (Mateus 7.15)

Os falsos profetas vem desde o Antigo Testamento, conforme  Isaías 44.25; Jeremias 23.16; Ezequiel 13.2-3; Miqueias 3.5; Zacarias 13.2).

Os lobos devoradores usam meios fraudulentos e saqueiam os bolsos dos seus seguidores, juntando verdadeira fortuna. Os lobos devoradores tem mansões moderníssimas, fazendas de gado, frota de carros importados, jatinho, muitos outros bens, oram e recebem  pagamento, alguns instituíram o carnê da oração incessante, quanto maior o pagamento, maior a benção.

Os lobos devoradores desprezam a Palavra de Deus, que é a única verdade, levando o rebanho pelo cominho da perdição.

Grandes sinais e prodígios

Jesus prediz o aparecimento de muitos enganadores, conforme Mateus, capítulo 24, versículo 24, que descreve:

Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos.”

Conforme predisse Jesus, os falsos  cristos (falsos Messias) e falsos profetas “surgirão”  fazendo tremendos sinais e prodígios, a fim de  convencer os incautos, que, aliás,  são muitos que surgiram e  hão de surgir fazendo sinais miraculosos. Mas sinais tão grandes! Contudo, não enganarão os escolhidos, porquanto eles (os escolhidos) examinaram e continuam, examinando as ESCRITURAS (João 5.39).

Diferença entre Jesus e os lobos devoradores

Jesus  curou um leproso, e disse-lhe: “Olha não o digas a alguém...” (Mateus 8.2 a 4). Ele proibiu anunciar as suas curas em muitas passagens das Escrituras.

Os lobos devoradores vestem-se pomposamente e vão às televisões, e anunciam suas curas mentirosas.

Os lobos devoradores reúnem os seus seguidores incautos, e fazem filas, e dão falsos testemunhos de cura, que não vem do trono de Deus.

Os sinais deles são enganos do maligno. E jamais manifestação do Poder de Deus.

Os lobos devoradores desprezam a verdade de Deus, pois disse Jesus: “Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito.” (Evangelho de São João 15.7) 

Os lobos devoradores não estão em Jesus, nem as Palavras de Jesus neles. Desta feita, não tem comunhão com Deus, com Jesus e com Espírito Santo.

Os lobos devoradores tem destino certo

Jesus diz o destino dos lobos devoradores, conforme Mateus, capítulo 7, versículos  21 a 23, que descreve:

Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! ENTRARÁ NO REINO DOS CÉUS, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. MUITOS ME DIRÃO NAQUELE DIA: Senhor, Senhor, não profetizámos nós em teu nome? E em teu nome não expulsámos demónios? E em teu nome NÃO FIZEMOS MUITAS MARAVILHAS?  E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade.” 

Estes tais não serão arrebatados quando Jesus vier buscar a Sua verdadeira Igreja, pois eles vão para o lugar de tormento eterno, que é o destinado dos perdidos – de Caim até o Juízo Final. (Apocalipse 20.11-15)

Os escolhidos, que são fiéis à Palavra de Deus, não se confundirão.

Espírito adverte

“MAS o Espirito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguéns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios.” (1ª Timóteo 4.1)

É tremendamente grande o número de pessoas que não conhecem a Palavra de Deus  e   dão  ouvidos  à  doutrina  de  demônios,  que se esparrama por muitas religiões, cujos seguidores não examinam as Escrituras, conforme determinou Jesus (João 5.39).

            Diz o comentarista que “Os últimos tempos começaram com a ressurreição de Cristo e prosseguirão até à sua volta, quando Ele estabelecerá o Seu  reino e julgará toda a humanidade.”  - Comentário do Novo Testamento – aplicação pessoal.

Em Mateus, capítulo 24, versículo 5, disse Jesus:

 “Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos.”

São Paulo alerta para os que promovem dissensões e escândalos contra a doutrina que aprenderam; e manda se desviar deles (Romanos 16.17), porque os tais  “...não servem a nosso Senhor Jesus Cristo, mas ao seu ventre: e com suaves palavras e lisonjas enganam os corações dos símplices.” (16.18)

Tiago, capítulo 3, versículo 15, diz que “Essa não é a sabedoria que vem do alto, mas é terrena, animal e diabólica.”

Pedro, na sua segunda Epístola, capítulo 2, versículos  1 e 2, diz:

TAMBÉM houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão  o Senhor que  os  resgatou,  trazendo  sobre   si mesmos repentina perdição. E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade.”

É tremendamente grande o número de pessoas que não examinam as Escrituras e  dão ouvidos à doutrina de demônios, que lotam muitas igrejas.

Expressamente significa não deixar dúvida. É urgente!  Tempos confusos, quando homem trocará a verdade de Deus pelos enganos religiosos. 

Os espíritos esganadores e a doutrina de demônios estão por todos os recantos do mundo. Milhões de pessoas incautas seguem tais enganos.

Pastor Marcos Pereira

Esse pastor segura a Bíblia Sagrada com as duas mãos, colocando-a na sua frente como se tratasse de uma metralhadora, aponta para um dos seus seguidores, e começa a disparar usando a boca: “tá...tá...tá...tá...!” Enquanto ele metralha o seu seguidor sai rolando no chão. Coisa absurda!!

O amarrador do diabo

O missionário RR Soares ora para amarrar o Diabo, e o seus seguidores  acreditam  nessa  mentira,  pois  o  Diabo, que também se chama Satanás, só será amarrado durante o milênio (Apocalipse 20.2).

Pastor isolador do diabo

Pastor Marcos Feliciano, que é deputado federal, ora para isolar o diabo dos seus cultos, num raio de cem metros.

 Puro engano, pois o Senhor Deus não isolou o diabo nem do seu Filho amado (Mateus 4.1-10; Marcos 1.12-13; Lucas 4.1-13)

O mesmo pastor Marcos Feliciano, num dos seus cultos, fez uma oração de cura, quando uma senhora caiu e ficou muito tempo no chão; segundo o pastor ela estava anestesiada.

Pastor das galinhas falantes

Pastor Paulo Roberto, que nós o apelidamos de o pastor das galinhas falantes, em um dos seus testemunhos, ele diz que as galinhas do seu poleiro teriam sido batizadas pelo Espírito Santo, falaram línguas angelicais, profetizaram, e o galo – o chefe do poleiro – interpretou.

Ora, João Batista batizava no rio Jordão, o qual batizou JESUS;  nenhum animal irracional apareceu ali para ser batizado. (Mateus 3.13-17; Marcos 1.9-11; Lucas 3.21-22;João  1.32-34)

Pedro na casa do centurião Cornélio

Após a pregação de Pedro veio o Espírito Santo sobre todos que ouviam a palavra, o dom do Espírito Santo se derramou sobre os gentios, os quais falaram línguas, e magnificavam a Deus.  (Atos 10.44 a 46)

Na casa de Cornélio não existia nenhum animal irracional!

Paulo em Éfeso

E os que ouviram foram batizados em nome do Senhor Jesus. E,

impondo-lhes Paulo as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo; e falavam línguas, e profetizavam.  E estes eram, ao todo, uns doze varões.” (Atos19.5-7)

Também em Éfeso não foi batizado nenhum animal irracional.  

O pastor das galinhas falantes ora e muita gente é curada. Ora e transforma dentes naturais em dentes de ouro.

O pastor das galinhas falantes ora e vai dinheiro para conta corrente de muitos. O pastor das galinhas falantes fez uma mulher vomitar uma cobra coral.

 O pastor das galinhas falantes proferiu palavras obscenas em um dos seus cultos, pois em Tito, capítulo 2, versículo 8, diz que aquele que serve a Deus tem “Linguagem sã e irrepreensível, para que o adversário se envergonhe, não tendo nenhum mal que dizer de nós.” 

O pastor das galinhas falantes foi afastado da Assembléia de Deus do Paraná, e fundou uma religião.

O pastor das galinhas falantes foi acusado de abuso sexual

Em julho de 2017, o pastor da galinhas falantes virou manchetes nas páginas policiais:

Pastor acusado de abuso sexual e estupro de menina de 11 anos tem prisão em flagrante convertida em prisão temporária em Audiência de Custódia. Preso pela Polícia Militar por estupro de vulnerável ele é alvo de várias denúncias de assédio, na página do Facebook do Gazeta Digital. Paulo Roberto Alves, 52, foi preso em flagrante na noite de quarta-feira (12), depois de deixar duas adolescentes, uma de 16 e a sobrinha dela, de 11 anos, em um ponto de ônibus na avenida das Torres.”

Missionário transformador de bijuteria em ouro

Missionário Ezequiel Pires manda as mulheres tirarem suas bijuterias, fechando-as nas suas mãos. Ele ora e as bijuterias se transformam em ouro. Ele mesmo se admira pronunciando “hum...rum! hum...rum...!”

Tudo do Reino de Deus existe um propósito. Jesus multiplicou peixes e pães, por duas vezes, a fim de saciar a fome de mais de cinco mil pessoas (Mateus 14.13-21; Mateus 15.29-39).  Houve um propósito: Saciar a fome de muita gente.

Jesus foi procurado por cobradores de imposto (a bíblia trata como cobradores de  didracmas). Jesus disse a Pedro: “vai ao mar, lança o anzol, tira o primeiro peixe que subir, e, abrindo-lhe a boca, encontrarás um estater; toma-o, e dá-o por mim e por ti.” (Mateus 17.24-27)

Jesus mandou Pedro jogar o anzol ao mar. Havia um propósito: Entregar o didracmas ao cobrador de impostos.

Estater: Moeda (Dicionário bíblico Wycliffe)

Que propósito há o cidadão transformar bijuteria em ouro? Nenhum! o poder de Deus não se manifesta de tal maneira.

Pastor animador de circo

Pastor Benny Hynn – o homem de branco -, dos Estados Unidos, podre de rico. É um verdadeiro animador de palco. Joga o seu paletó em direção dos seus espectadores  jogando-os ao chão. Milhões de pessoas vão a seus shows. ESSAS COISAS NÃO VEM DO TRONO DE DEUS.

Pastor Gilmar Santos

Esse cidadão nós o tratamos como pastor carrapeta, e o coleto ortopédico ungido.

Num culto, o pastor Gilmar Santos chama uma senhora à qual pergunta:

“Estás com o coleto ortopédico? Estás!?”

“Estou!” – respondeu a mulher.

Ele cochicha no ouvido da dita senhora, e chiando diz:

“É hoje! É hoje porque eu estou tirando o coleto ortopédico hoje. Vocês estão preparados?!”

Continuando, diz algo que não se entendia direito, e dá um grito muito alto para arrebentar a garganta, o que denota a ausência de conhecimento das Escrituras, pois onde estiveram dois ou três reunidos em nome de Jesus, Ele estará no meio  (Mateus 18.20), o qual não respeitou a presença de Jesus - se é que Jesus estaria presente. 

E pronunciou línguas “estranhas” sem, contudo, ter intérprete (1 Co. 14.27-28)

O pastor carrapeta chama o pastor Marcos Feliciano:

“Pastor Marcos Feliciano vem cá!”

Marcos Feliciano se aproxima de carrapeta, o qual pronuncia alguns sons, e diz:

“Sabe porque Deus mandou te entregar este coleto!? Porque Ele está mandando eu te dizer que a partir de hoje ele te dará mais ousadia para impor as mãos sobre os enfermos”.

Segue-se outro grito: “Segura!!!!!!”

Carrapeta entrega o famigerado coleto e empurra Marcos Feliciano para trás, o qual sai desandando e  cai no chão.

Em seguida, o pastor Gilmar Santos abriu os braços feitos uma cruz, e rodou com uma velocidade inacreditável igual a uma carrapeta.

Coleto ungido não encontra fundamento nas Sagradas Escrituras, pois o Senhor Deus mandou o profeta Samuel ungir a Davi (1 Samuel 16.12-13); mandou o profeta Elias ungir dois reis e Eliseu; Eliseu foi ungido profeta, o qual substituiu  Elias (1 Reis 19.15-16)

Jesus e seus discípulos não

tocaram para derribar

Ora, Jesus e os seus discípulos não tocaram para derribar, conforme está escrito nos textos seguintes.

Jesus ia à cidade chamada Naim, e com Ele uma grande multidão, e já perto da cidade, eis que levavam um defunto, filho único de uma viúva. E, vendo-a – diz o texto – o Senhor Jesus moveu-se de íntima compaixão por ela,  dizendo-lhe: Não chores.  Jesus aproximou-se e tocou o esquife, e disse:   “Mancebo, a ti te digo: Levanta-te. O defunto assentou-se, e começou a falar. E o entregou à sua mãe. (Lucas 7.11-15)

Jesus tocou para levantar, pois quem derruba é Satanás.

Pedro na porta formosa.

Pedro e João vão ao templo, à hora da oração, e ficava um paralítico à parta chamada formosa; Pedro aproximou-se dele e disse-lhe:

“Não tenho prata nem ouro; mas o que tenho isso te dou: Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda.  E, tomando-o pela mão direita, o levantou, e logo os seus pés e artelhos se firmaram.  E, saltando ele, pôs-se em pé, e andou, e entrou com eles no templo, andando, e saltando, e louvando a Deus.”  (Atos 3.6-8)

Pedro e os demais apóstolos, comissionados por Jesus Cristo, e revestidos de poder (Lucas 24.49), tocaram  para levantar, conforme aconteceu no texto acima, pois o apóstolo Pedro tocou no  paralítico para levantar, e não para derribar. Semelhantemente, Pedro tocou para levantar.

Ser perfeito

No livro de Mateus, capítulo 5, versículo 48, diz JESUS:

 “Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus.”

O dicionário bíblico Wycliffe descrevendo PERFEITO ou perfeição, diz: “...são termos no sentido bíblico, que geralmente dão a entender aquilo que é completo, obedecendo  a um padrão ou modelo. Em sentido absolutamente teológico, a perfeição só pode ser vista no Deus trino. Seus atributos são chamados perfeitos,  por causa das características do seu ser.”

Sede vós pois perfeitos. Temos o verbo ser no imperativo “SEDE”. Quando o verbo está no imperativo é uma ordem.

Sintetizando: Perfeito é quem faz a vontade de Deus. Ser perfeito implica dizer cumprir as Escrituras, não perdendo a santificação.

O comentarista diz “Aqueles que amavam a Deus e desejavam seguí-lo obedeceriam à sua lei, como Ele exigia.”

Deste modo, precisamos nos esforçar muito, a fim de termos o caráter  de nosso Pai celestial.

Na Primeira Epístola de João, capítulo 2, versículo 6, descreve:

Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou.”

Está nele refere-se está em Jesus, pois no Evangelho de João, capítulo 15, versículo 7, Jesus se referindo à videira verdadeira (João 15.1), diz:

“Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em

vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito.” (versículo 7, do mesmo capítulo) 

Por não estarem em Jesus, muitos líderes religiosos praticam os seus erros, enganando milhões de pessoas incautas, que não examinam as Escrituras (João 5.39)

Está em Jesus, implica dizer que os que seguem a Jesus, não podem se afastar dEle, pois sem Jesus nada somos.

SEDE pois imitadores de Deus, como filhos amados;” (Efésios 5.1)

SEDE meus imitadores, como também eu de Cristo.” (1ª Coríntios 11.1) – Disse Paulo.

O comentarista diz que “Paulo tinha acabado de dizer aos coríntios que o seu objetivo era procurar o melhor para os outros, e não para si mesmo. A esse respeito – diz o comentarista -  Paulo os convidou a serem seus imitadores.”

Jesus diz o destino dos milhões

de enganadores

Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizámos nós em teu nome? E em teu nome não expulsámos demónios? E em teu nome não fizemos muitas maravilhas?  E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade.” (Mateus 7.22-23) 

Estes enfrentarão o Juízo Final, e serão julgado pelo Trono Branco (Apocalipse 20.11-15), cujos nomes não estarão no livro da vida. 

O Apóstolo Paulo diz que vai se afastar do rebanho, porém, avisa o que acontecerá com a sua partida, conforme Atos, capítulo 20, versículos 29 e 30:

Porque eu sei isto, que, depois da minha partida, entrarão no meio de vós lobos cruéis, que não perdoarão ao rebanho; E que de entre vós mesmos se levantarão homens que falarão coisas perversas, para atraírem os discípulos após si.”

Paulo advertiu aos anciões de Éfeso sobre a ação dos lobos cruéis, que no comando da iniquidade, os quais também se levantariam entre os que se diziam crentes sem o ser. Os tais lobos atacam em todas as direções; e enganam milhões de milhões de pessoas que não examinam as Escrituras (João 5.39). Trazendo esta história para os dias mais atuais, estes lo-bos estão no meio da maioria das mais de 35 mil religiões, entre as quais está o VATICANO.   

O apóstolo João – o discípulo amado de Jesus – adverte sobre os anticristos, conforme a sua Primeira Epístola Universal, capítulo 2, versículos   18 e 19, descreve:

Filhinhos, é já a última hora; e, como ouvistes que vem o anticristo, também agora muitos se têm feito anticristos: por onde conhecemos que é já a última hora.  Saíram de nós, mas não eram de nós; porque, se fossem de nós, ficariam conosco: mas isto é para que se manifestasse que não são todos de nós.” 

            É isso que estamos vendo de maneira tão acentuada, como jamais foi visto. A maioria dos chefes religiosos engana seus rebanhos, levando-os pelo caminho da perdição. Eles fazem sinais tão perfeito, deixando os seus seguidores encantados, pois não examinam as Escrituras (João 5:39)

As profecias de Jesus

“E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.” (Mt 24.6) 

As guerras e outros conflitos, sem falar nas questões religiosas, mataram, até o século XIX, número de civis superior a 140 milhões.

No século XX, a matança explode descontroladamente. Um comentarista diz que o século XX registra a ação dos governos revolucionários, com taxas de assassinatos em massa, apresentando uma subida do número anterior (l40 milhões) para 262 milhões de mortos entre 1900 a 1999, portanto, quase o dobro do número anterior.

Nação contra nação, reino contra reino, conforme Mateus, capítulo 24, versículos 7 e 8, que descreve: “Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino,...”

Primeira  Guerra  Mundial - início em 28 de junho de 1914; Segunda Guerra Mundial - início em 1º de setembro de 1939.

Fomes no mundo

“...e haverá fomes,...” (Mateus 24:7)

 Estatísticas da Fome, conforme dados da ONU

Um bilhão de pessoas passando fome;

Trinta mil crianças morrem de fome a cada dia;

Morrem  110  milhões de pessoas a cada ano.

Número de pessoas desnutridas no mundo até hoje, dia 05 de janeiro de 2019 – 833.250.758.

“...e pestes,..” (Mateus 24:7)

Nova Zelândia 150 mil vacas foram sacrificadas, a fim de eliminar  a bactéria que destruiria os rebanhos.

- Sarampo, poliomielite, difteria, rubéola, vírus, bactérias desconhecidas, ebola, surto de hepatite E, vírus nipah, vírus hendra, febre hemorrágica da Crimeia-Congo, vírus de marburg, febre de lassa, síndrome respiratória por corona vírus do Oriente Médio, síndrome respiratória aguda grave (SARS, na sigla em inglês), febre do Vale Rift, Zika, doença X, chicungunha, gripe H1N1, malária, surto de dengue,  avanço da sífilis no mundo, doenças de chagas, bactéria que devora carne humana intriga médicos na Austrália, e mais dezenas que não as transcrevemos.  O novo coronavírus, neste ano de 2020. 

 “...e terramotos, em vários lugares.”(Mateus 24:7)

Nos séculos 18 e 19, ocorriam 10 grandes terremotos durante 100 anos. Esta história mudou, pois os números de terremotos aumentaram de maneira impressionante, considerando que só no mês de janeiro deste ano de 2018, ocorreram 10 terremotos fortes.

Os  maiores terremotos  no século  21, com magnitude acima 7 graus na escala Richter.

Paquistão, matou 500 pessoas; Filipinas, com 200 mortos e mais de 700 feridos; Irão, sucessivos terremotos com a destruição de pequenas aldeias; Morreram 300 pessoas, e 3 mil ficaram feridas;

Japão,  em  Fukushima, com 13 mil mortes e 16 mil desaparecidos;

Haiti, matando 250 mil pessoas e cerca 1 milhão e 500 mil pessoas desabrigadas; Chile, atingiu 80% do país, com 525 mortos;

 Ilhas de Mentawai, na Indonésia um tsunami matou mais de 500 pessoas; Ilhas do Pacífico Sul, com 195 pessoas mortas;

Ilhas de Salomão, com 50 pessoas mortas e outras 6 mil ficaram desalojadas; Padang, deixou em ruínas a cidade costeira de Padang, com 25 pessoas mortas, 50 feridas, e destruiu 60% da cidade;

Java, com 6.234 pessoas mortas, 20 mil feridas e 340 mil desabrigados; Sumatra, morreram 1.300 pessoas, dezenas de milhares em pânico, e fugiram dos seus lares;

Oceano índico, seguindo-se um tsunami na costa da Indonésia, atingindo 14 países, causando a morte de 230 mil pessoas;

Tornados, ciclones ou  furações com até 100 km/hs passam varrendo tudo, deixando o mundo perplexo.

O princípio das dores

“Mas todas estas coisas são o princípio de dores.” (Mateus 24:7) 

Tormento e morte

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as gentes por causa do meu nome.” (Mateus 24.9) 

O apóstolo Estêvão foi apedrejado até à morte

Estêvão vivia cheio de fé e de poder, fazia prodígios e grandes sinais entre o povo (Atos 6.8), e com inveja, levantaram-se alguns da sinagoga chamada dos libertinos, e dos cireneus e dos alexandrinos, os da Cilicia e da Ásia, e disputavam com Estêvão (Atos 6.9). Mas não podiam resistir à sabedoria, e ao Espírito com que falava (Atos 6.10)

Estêvão era um homem cheio  de fé e do Espírito Santo -  conforme diz o texto -, o qual foi eleito com Filipe, e Prócoro, e Nicanor, e Timon, e Pármenas e Nicolau, este último era prosélito de Antioquia (Atos 6.5)

Enquanto Estêvão estava cheio de poder e graça, os adversários  de Jesus estavam cheios de inveja e ódio contra Estêvão, pois diz o versículo  11 que eles subornaram uns homens, para que dissessem: “Ouvimos-lhe proferir palavras blasfemas contra Moisés e contra Deus” (Atos 6.11)

Os inimigos de Jesus compraram homens corruptos, a fim de conseguirem falsos testemunhos, e excitaram o povo, os anciãos e os escribas; e investindo com ele, o arrebataram e o levaram ao conselho.(Atos 6.12)

As falsas testemunhas diziam que “Este homem não cessa de proferir palavras blasfemas contra este santo lugar e a lei (6.13), porque nós lhe ouvimos dizer “que esse Jesus Nazareno há de destruir este lugar e mudar os costumes que Moisés nos deu.” (6.1.14)

Diante de tamanha injustiça, eis que veio a manifestação do poder de Deus, pois o rosto de Estêvão era de um anjo, conforme  o versículo 15 descreve: “Então todos os que estavam assentados no conselho, fixando os olhos nele, viram o seu rosto como o rosto de um anjo.”

O interrogatório de Estêvão

Estêvão é interrogado pelo sumo sacerdote, que lhe pergunta:

“Porventura é isto assim?” (Atos 7.1)

 A defesa de Estêvão

Do versículo 2 ao 53, Estêvão, cheio do Espírito Santo, fez  um discurso falando de Abraão, de Moisés, de Davi, e encerra com a vinda do justo, que é Jesus.

Os adversários de Estêvão rangiam os dentes

Feitos animais, os perseguidores de Estêvão, conforme descreve o texto “...enfureciam-se em seus corações, e rangiam os dentes contra ele.” (Atos 7.54)

Estêvão viu o Céu aberto

Ele cheio do Espírito Santo, fixando os olhos no Céu, viu a glória de Deus, e Jesus, que estava à direita de Deus, e exclamou:  “Eis que vejo os céus abertos, e o Filho do homem, que está em pé à mão direita de Deus.” (Atos 7.55-56)

O versículos 57 e 58, descrevem que “...eles gritaram com grande voz, taparam os seus ouvidos, e arremeteram unânimes contra ele. E, expulsando-o da cidade o apedrejavam. E as testemunhas depuseram os seus vestidos aos pés de um mancebo chamado Saulo”.

Estêvão sendo apedrejado com muita violência, clamou a Jesus, dizendo: “Senhor Jesus, recebe o meu espírito. E pondo-se de joelhos, clamou com grande voz: “Senhor, não lhes imputes este pecado.” E faleceu após a petição em favor dos que lhe matavam. (Atos 7.59-60)

Tiago foi assassinado

O segundo mártir foi Tiago, irmão de João, filhos de Zebedeu, que  foi assassinado pelo rei Herodes Agripa I. Este rei era neto de Herodes – o Grande -, o mesmo Herodes (o grande) que mandou matar todas as crianças, pensando que Jesus estaria no meio delas.

 Herodes, rei dos judeus, nomeado por Roma, mandou dar surras nos seguidores de Jesus, e matou  à espada Tiago, irmão de João (Atos 12.1-2), e como a morte de Tiago agradara aos judeus,  o mesmo rei Herodes mandou prender Pedro, a fim leva-lo à morte, no dia seguinte, mas um anjo do senhor o libertou da prisão(Atos 12.3-15), e o Deus Todo Poderoso, que é Rei Espiritual e Celestial, frustrou a ação do rei carnal.

A mão de Deus pesou sobre Herodes

Eis que num determinado dia, o rei Herodes estava com suas vestes reais, e assentou-se no tribunal, fazendo uma prática aos presentes, quando o povo exclamou: “Voz de Deus, e não de homem” (Atos 12.21-22)

O rei carnal, porém, não deu ouvidos à voz do povo, vindo-lhe, então, castigo de Deus, pois no mesmo instante o anjo do Senhor lhe feriu, porque não deu Glória a Deus, e, comido de bicho, morreu (Atos 12.23)

Herodes Agripa I, nomeado por Roma, foi levado pelo anjo do abismo para o tormento eterno. Amém!

João, filho de Zebedeu, condenado pelo imperador Romano

Todos os apóstolos de Jesus foram assassinados por Roma, só sobreviveu  o evangelista João.

Segundo alguns comentaristas, o Apóstolo João foi convocado para ir à Roma, a fim de ser julgado porque era seguidor de Jesus, sendo
Tito Flávio Domiciano,  imperador de Roma. Diante das autoridades foram apresentados falsos  testemunhos com doutrinas deturpadas.

Ele foi condenado e jogado dentro de um caldeirão de óleo fervendo. Porém, o Senhor Deus livrou João, deixando-o intacto.

Sem temer a Deus diante de tão grande milagre, o imperador mandou levar João para a ilha de Patmos,  que funcionava como uma prisão. E foi naquela ilha que João recebeu as revelações do Apocalipse.

Os falsos profetas

E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos.” (Mat 24.11) 

Os membros da Verdadeira Igreja de Jesus enfrentam traição de falsos membros, intrigas, maldizentes, bem  como os falsos profetas com discursos cheios de enganos para a sua própria condenação. 

Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos. Eis que eu vo-lo tenho predito.” (Mateus 24:24-25)

Nunca foi tão perigoso como nos dias atuais com tanto engano nas mais de 35 mil religiões. A maioria troca a verdade de Deus por suas mentiras.

Líderes religiosos, com voz mansa, dão a paz do senhor ou a paz de Cristo, chamam os seus seguidores de amados irmãos. Oram ou rezam pelo rebanho. Seus discursos cheios de frases de efeito e floreados de hipocrisia, deixam os congregados  impressionados. Esses líderes são chamados de santos por seus seguidores. Na verdade eles estão vestidos com pele de ovelha, porém, interiormente são lobos devoradores (Mateus 7:15)

Os tais líderes religiosos também são lobos cruéis, que não perdoam ao rebanho, e falam coisas perversas (Atos 20.29-30); levam os seus fiéis a se apostatarem da fé, seguindo as vozes da mentira, dando ouvidos a espíritos enganadores, e doutrinas de demônios (1ª Timóteo 4:1)

Vários, à vista de todos, fazem milagres quase perfeitos, contudo, os escolhidos não se confundem, pois examinam as Escrituras (João 5.39).

As práticas de muitos são verdadeiramente enganadoras com falsas curas através de imagens representando pessoas mortas, rogando a um deus que não lhes pode salvar (Isaías 45.20), fazendo-lhes petições e rogando, coisas proibidas por Deus (Deuteronômio 5:8-9; Êxodo 20:4-5; Isaías 45:20), assemelhando-se a esses deuses(Salmo 115); fazem orações esquisitas, multiplicando-as ininterruptamente no mesmo momento, e afrontam o Trono de Deus, posto que tais repetições são proibidas nas Escrituras (Mateus 6:7-8), chamando ditas repetições de terço e rosário.

  Outros líderes vendem água milagrosa, que bebendo e determinando a Deus é curado; vendem tijolos de Israel; vendem orações através do pagamento de carnê, chamando-o de carnê da oração incessante, quanto mais alto o pagamento maior o milagre; inventaram o vale do sal que veio do rio Jordão, e mais toneladas de mentiras.  Os seus seguidores, porém, deleitam-se com tais enganos, pois não conhecem a palavra de Deus, que é a única verdade.

Todos esses enganos são divulgados pelo mundo inteiro, cujo reino é do deus deste século,  que “...cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do Evangelho da Glória de Cristo, que é a imagem de Deus.” (2ª Co. 4.4)

O deus deste século, que é Satanás, cega o entendimento dos incrédulos, que leem as Escrituras e não as entendem; e assim não seguem o Evangelho da Maravilhosa Graça. Contudo, ser-lhe-ão necessário que um servo do Deus Altíssimo lhes preguem a Palavra de Deus, pois está escrito:

“De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.” (Romanos 10.17). E o Espírito Santo convencerá o pecador dos seus erros, dos seus pecados (João 16.8). E  a todos quantos receberem a Jesus, o Senhor Deus “deu-lhes o poder de SEREM FEITOS FILHOS DE DEUS, pois creram no santo nome do Senhor Jesus (João 1.12).

No versículo 13, do mesmo capítulo 1, de João, diz: “Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do varão, mas de Deus.”

Havendo este nascimento pela vontade de Deus, os filhos de Deus passam está em Cristo, conforme diz as Escrituras “Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram, eis que tudo se faz novo (2 Co 5.17)

O comentarista diz que “O novo nascimento não pode ser alcançado através de um ato de paixão humano, e de forma alguma tem a ver com qualquer vontade humana.” Este novo nascimento é uma dádiva de Deus.

Devido a tanta mentira chegou o “...tempo em que não sofrerão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas. (2ª Timóteo 4:3-4).

Os seguidores das doutrinas malignas não suportarão a Verdade de Deus; sentem-se mal ouvindo a pregação da Palavra de Deus, preferindo aplaudir os falsos doutores, desviando os seus ouvidos da verdade, abraçando, deste modo, as coisas da ficção, da falsidade.

Jesus profetizou sobre

o fim do mundo

O comando da iniquidade

Jesus, durante o seu ministério, predisse todas as coisas que haviam de acontecer, uma das quais foi o aumento da iniquidade, conforme descrito no livro de São Mateus, capítulo 24, versículos 12 e 13:

E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará. Mas aquele que perseverar até ao fim será salvo.”

Diz o dicionário pátrio que iniquidade significa crime, pecado e perversidade.

É isto que está acontecendo no mundo todo. Crimes horrorosos. Pais matam os seus filhos. Filhos matam pais e mães. Pais estupram suas próprias criancinhas. Sumiu o coração do homem; semelhantemente a mulher, que era possuidora de um coração doce, agora é só fel, porquanto anda na mesma trilha do homem. 

Os crimes nos tem deixado assustados; bancos são explodidos, matança nas ruas; os homens matam suas mulheres como jamais foi visto. O crime tomou assento em todos em recantos da terra, em todos os segmentos da sociedade.

A iniquidade já cobriu todo o globo terrestre, pois não há um só lugar que a maldade não se faça presente.

Estamos vivendo o fim de todas as coisas, mas o mundo nada entende. Porquanto é o diabo, que é o pai da mentira (João 8.44), está no comando de todos os erros, e, é ele o deus deste século (2 Coríntios 4.4).

O Evangelho já foi anunciado

E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as gentes, e então virá o fim.” (Mateus 24.14) 

 O evangelho da Maravilhosa Graça é pregado nas igrejas, nas ruas, nas residências, por panfletos, por literatura, por todos os meios de comunicação, pela Internet.

O EVANGELHO DA MARAVILHOSA GRAÇA é anunciado   no tempo, fora do tempo, em todo lugar pelo mundo inteiro. O Evangelho do Reino já alcançou todo o mundo, em testemunho a todas as gentes (Mt 24.14). Estamos vivendo o fim do fim. Glórias a Deus!

A mensagem da salvação já se expandiu por todo o mundo. O cumprimento da ordem de JESUS, de Marcos  16.15,  já foi executada.

Jesus alertou sobre o fim dos tempos, bem como o julgamento final, que haviam de vir, precisando, portanto, de urgência na pregação do Evangelho da Maravilhosa Graça.

O comentarista diz que “Alguns interpretaram mal a profecia  de Jesus; ela não significa necessariamente que todas as tribos deverão ouvir o Evangelho antes da volta de Cristo. Mas essa era a missão dos discípulos – e é a nossa. Jesus falou sobre o fim dos tempos e o julgamento final para enfatizar aos seguidores a urgência  em espalhar o Evangelho da salvação a todos.” Comentário do Novo Testamento, Aplicação Pessoal. 

                      A abominação da desolação      

no lugar santo

 “Quando pois virdes que A ABOMINAÇÃO DA DESOLAÇÃO, de que falou o profeta Daniel, está no lugar santo; quem lê, atenda;” (Mateus 24.15)

Ora, quando vós virdes a abominação do assolamento; que foi predito, estar onde não deve estar (quem lê, entenda), então os que estiverem na Judéia fujam para os montes. (Marcos 13.14)

Jesus advertiu contra a procura de sinais, porém, os Seus discípulos lhe perguntaram “...e que sinal haverá da tua vinda...”  (Mateus 24.3); então, Jesus lhes respondeu sobre a destruição futura, dizendo:  “Quando pois virdes que A ABOMINAÇÃO DA DESOLAÇÃO....” que estaria no lugar santo de que falou o profeta Daniel.

DESOLAÇÃO: Ruína, grande aflição, devastação.

No ano 553 antes de Cristo, o Senhor Deus anunciou, pela boca do  profeta Daniel, a vinda da transgressão assoladora, conforme descreve o texto sagrado:

 “Depois, ouvi um santo que falava; e disse outro santo àquele que falava: Até quando durará a visão do contínuo sacrifício e da transgressão assoladora, para que seja entregue o santuário e o exército, a fim de serem pisados?” (Dn 8.13)

ASSOLADORA: Aquele ou aquilo que assola

Assola: Arruína, destrói, estraga.

A abominação da desolação se refere à profanação do Templo pelos Inimigos de Deus, conforme as profecias de Daniel, capítulo 9, versículo 27:

E ele firmará um concerto com muitos por uma semana; e, na metade da semana, fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares; e sobre a asa das abominações virá o assolador, e isso até à consumação; e o que está determinado será derramado sobre o assolador.”

Alguns intérpretes afirmam que a profecia de Daniel se refere o Antíoco Epifânio, rei pagão da Síria, que profanou o Templo em 165 a.C.

Tal interpretação não está correta, pois Jesus usou o verbo ver no Subjuntivo Futuro “virdes”, portanto, aconteceria no futuro.

Uns comentaristas fazem referência à destruição do Templo pelos romanos, no ano 70 d.C. Outros apontam Segundo Tessalonicenses 2.3-4, quando o anticristo se assentará como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus.

Na realidade, trazendo a profecia de Daniel para o ano 70 depois de Cristo, o lugar santo que se refere é o templo de Jerusalém, que fora destruído pelas tropas romanas no ano 70 d.C; e aponta também para o anticristo que vai governar o mundo, que se assentará como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus. (2ª Tessalonicenses 2.3-4).

Os conselhos de Jesus

Então, os que estiverem na Judéia, fujam para os montes; E quem estiver  sobre  o  telhado  não desça a tirar alguma coisa de sua casa. E quem estiver no campo não volte atrás a buscar os seus vestidos.” (Mt 24.16-18)

Poucos, porém, fugiram, pois a maioria não deu ouvidos às profecias do Salvador, visto que não acreditavam que Ele era o Messias. 

Jesus mostra o perigo,  lamenta e manda orar

 Mas ai das grávidas e das que amamentam naqueles dias! E orai para que a vossa fuga não aconteça no inverno nem no sábado;  Porque haverá então grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco há de haver. E, se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma carne se salvaria; mas por causa dos escolhidos serão abreviados aqueles dias.” (Mateus 24.19-22)

 

Jesus prediz o surgimento das coisas do fim

Ora, quando estas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai as vossas cabeças, porque a vossa redenção está próxima. (Lucas 21.28)

Pela evidências das coisas que estão acontecendo, sem dúvida o Retorno do Rei está próximo, razão pela qual nada nos assusta diante de tanta desgraça que está acontecendo no mundo.

A parábola dos sinais sobre a pergunta “ do fim do mundo”, conforme Lucas, capítulo 21, versículos 29 a 31, que descreve:

E disse-lhes uma parábola: Olhai para a figueira, e para todas as árvores;  Quando já têm rebentado, vós sabeis por vós mesmos, vendo-as, que perto está já o verão.  Assim também vós quando virdes acontecer estas coisas, sabei que o reino de Deus está perto. (Lucas 21.29-31)

O povo sabia quando o verão se aproximava ao olhar para a figueira. Os galhos secos e fracos, tornavam-se  brandos e moles; cheios de seivas e começando a florescer. Era o sinal de que o verão estava se aproximando.

De tal sorte, o povo também interpreta as estações observando os sinais da natureza, ficando em alerta, pois pela evidências dos sinais, estará chegando ao fim de  TODAS AS COISAS.

O anticristo no trono dos

imperadores romanos.

O anticristo tem ódio da mensagem de Jesus na cruz “Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem” (Lucas 23.34)

Fazendo tudo contra Deus,  contra Jesus e contra o Espírito Santo, o anticristo se assentou no trono dos imperadores de romanos, e comandou o mundo por cinco séculos, portanto, de 27 anos antes de Cristo a 476 anos depois de Cristo.

 Aliou-se aos imperadores romanos, e matou todos os discípulos de Nosso Senhor Jesus Cristo, escapando só o evangelista João, que recebeu as revelações do Apocalipse.

Irado, o anticristo usando os imperadores romanos praticou as piores perversidades contra os verdadeiros seguidores de Jesus.

Quem não desse viva César e rejeitasse o Rei Jesus, o destino final seria a morte física. Muitos seguidores de Jesus foram queimados, à noite, a fim de iluminar as ruas de Roma dos Césares.

A morte dos discípulos de Jesus

Jesus  profetizou  sobre  a  perseguição  contra  os  seus discípulos, conforme Mateus, capítulo 10,  versículo 22, que descreve:

E odiados de todos sereis por causa do meu nome: mas aquele que perseverar até ao fim será salvo.”

A profecia de Jesus foi cumprida literalmente, pois  Estevão foi o primeiro assassinado, sendo apedrejado até a morte. E Saulo, que era judeu e também cidadão romano, consentiu em tudo. (Atos 7:54-60)

O segundo foi Tiago, filho de Zebedeu, conforme Atos, capítulo 12, versículos 1 e 2, que diz: “E POR aquele mesmo tempo o rei Herodes estendeu as mãos sobre alguns da igreja, para os maltratar;  E matou à espada Tiago, irmão de João.” 

Esse rei era Herodes Agripa I, neto de Herodes – o Grande – aquele Herodes que mandou matar as crianças de dois anos para baixo, na certeza de que Jesus estaria no meio delas.

Como a morte de Tiago (o filho de Zebedeu) agradou aos judeus, Herodes mandou colocar Pedro na prisão, a fim de mandar assassiná-lo no dia seguinte. Aqui, Deus provou ao rei carnal Herodes que a vontade era e é a do Rei Celestial, e mandou um anjo libertar Pedro da prisão.

A matança, porém, contra os apóstolos de Jesus, não parou. Só o evangelista João escapou e teve morte natural com idade bem avançada, em Éfeso, no ano 103 depois de Cristo.

Vejamos  a seguir os outros apóstolos assassinados:

André - foi crucificado, na Grécia, no  governo de Trajono, imperador romano.

Bartolomeu – pregou o Evangelho na Índia e converteu muitos naquele país. Os sacerdotes tiveram inveja de Bartolomeu, havendo conseguido ordens para retirar sua pele e separar a cabeça  de seu corpo.

Tiago - irmão de Jesus – segundo alguns relatos, o corpo religioso do templo, comandado pelo sumo sacerdote Ananias, condenara Tiago à morte    por apedrejamento, por que ele se recusou a denunciar os cristãos.

Tomé – Foi martirizado e morto pelo rei de Milapura, na cidade indiana de Madras, e lá ficou o monte São Tomé e a catedral do mesmo nome, onde, provavelmente, foi sepultado. Segundo os historiadores ele foi assassinado alvejado por lanças, quando se encontrava orando.

Pedro - foi crucificado de cabeça para baixo, pois não se julgava digno de ser crucificado da mesma maneira como foi crucificado o Redentor e Salvador – o Cristo.

Simão – Foi torturado e morto no governo do imperador Trajano, de Roma. Segundo os estudiosos ele viveu 120 anos.

Matias – os relatos dizem que ele foi martirizado e decapitado em Colchis, perto do mar Negro.

Paulo – Foi assassinado, no ano 64 d.C, por ordem de Nero, imperador Romano.

Jesus prometeu vir

buscar a sua igreja

NÃO  se turbe  o  vosso  coração:  credes  em Deus, crede também em mim.  Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito: vou preparar-vos lugar.  E, se eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também.” (João 14:1-3)

Jesus anima os discípulos, dizendo “...credes em Deus, credes também em mim...”

Isto denota um  íntimo relacionamento de Jesus com os Seus discípulos, quando Ele diz “...vos levarei para mim mesmo, para onde eu estiver estejais vós também.” Jesus deixa bem claro que virá buscar os da sua verdadeira igreja.

 Os salvos devem viver em alerta para a 1ª fase da 2ª vinda do Senhor Jesus, pois o texto sagrado abaixo nos chama à atenção:  Portanto,  estai  vós  também  apercebidos;  porque  virá  o  Filho do homem à hora que não imaginais.” (Lucas 12:40; Mateus 24:44; 1 Tessalonicenses 5:2)

            Os salvos precisam estar em constante vigilância, não relaxando um instante, pois o Salvador virá como um ladrão de noite (1 Tessalonicenses 5.2; 2 Pedro 3.10)

            Jesus faz uma comparação sobre o surpresa do ladrão que não avisará que vai roubar a casa. Semelhante, será a vindo do Senhor, visto que o Rei dos reis não avisará. Ele vem de surpresa!

            O próprio Senhor Jesus nos faz uma alerta, dizendo: Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor;  Mas considerai ladrão, vigiaria e não deixaria minar a sua casa.” (Mateus 24:42-43)

O perfil dos membros da

verdadeira Igreja de Jesus

- Entraram pela porta estreita, e andaram pelo caminho apertado que leva à vida (Mateus 7:13-14)

- Não deram ouvidos  “....a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios." (1Timóteo 4:1)

- Foram feitos filhos de Deus, pois receberam o Senhor Jesus, visto que creram no Seu santo nome; Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do varão, mas de Deus.” (João 1:12-

- Creram com o coração, pois se crê para a justiça, e com a boca faz confissão para a salvação. Porque a Escritura diz: Todo aquele que nele crer não será confundido.” (Romanos 10.10)

- Creram só no Senhor Jesus, pois “Há um só Senhor, uma só fé, um só  batismo;” (Efésios 4.5)

- Creram no Filho Unigênito de Deus (João 3:16)

- Nasceram de novo (João 3:4), e nasceram da água e do Espírito (João 3:5).

- São templo de Deus e morada do Espírito Santo (1 Co 3:16), e são santos (1 Co 3:17)

- Creram na pregação do Evangelho e foram batizados, e salvos (Marcos 16:15-16)

- Examinaram as Escrituras (João 5:39).

- São a vara da Videira Verdadeira, e limpos pelo Pai do nosso Senhor Jesus para darem mais fruto  (João 15.1-2)

- Estão em Jesus e as palavras de Jesus estão neles (João 15:7)

- São santos, conforme diz o texto sagrado: “Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver; Porquanto escrito está: Sede santos, porque eu sou santo.” ( 1 Pedro 1:15-16) – grifo nosso.

- Seus pecados são lavados pelo sangue de Jesus (Apocalipse 1:5). Seu nome é escrito no livro da vida (Ap 13.8; Ap 20.12, e 15)

            -Tem corpo, alma e espírito santificados, pois sem a santificação ninguém verá a Deus, conforme está escrito:

“E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.” (1 Tessalonicenses 5:23)

O crer não é pela emoção, mas pela razão, pelo raciocínio, pelo convencimento do Espírito Santo (João 16.7-11)

Desta feita, os membros da igreja de Jesus, cujo sumo-pastor é Ele, precisam estar preparados e em continua oração. Todos, que são servidores do Rei Jesus precisam estar em alerta.

O arrebatamento da Verdadeira

 Igreja de Jesus

É num abrir e fechar de olhos

A segunda  vinda  de Jesus está dividida em duas fases, não obstante, trataremos sobre a primeira fase da segunda vinda do Grande Pastor (Hebreus 13.20). Trataremos, inicialmente, dos fatos que acontecerão  antes da segunda fase da segundo vinda do Rei Jesus.

Na 1ª Epístola de São Paulo dirigida à igreja do Senhor que estava em Corinto, ele se apresenta como apóstolo  de Jesus Cristo, pela vontade de Deus. E é por revelação de Deus que Paulo no capítulo 15, da mesma Epístola, versículos 51 e 52,  descreve:

“Eis  aqui  vos  digo  um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, MAS TODOS SEREMOS TRANSFORMADOS. Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.”

            Com grande ênfase, Paulo desvendou um mistério aos coríntios, cujo conhecimento veio pela revelação do Espírito Santo e de nosso Senhor Jesus Cristo.

A última trombeta soará, e com muita velocidade, pois é num abrir e fechar de olhos, ocorrerá o arrebatamento dos  santos – mortos e vivos – de maneira invisível, pois nenhum olho o verá, sendo, portanto, diferentemente da segunda fase da segunda vinda Jesus, que todo olho o verá (Apocalipse 1.7).

Na 1ª Epístola aos Tessalonicenses, capítulo 4, versículo 14, diz:

“Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também, aos que em Jesus dormem, Deus os tornará a trazer com ele.” 

Os que estiverem vivos para vinda do Senhor não precederão os que dormem (1ª Tessalonicenses 4.15). Os que dormem é uma referência aos salvos que serviram ao Trono de Deus, que morram fisicamente, desde Abel até aquele glorioso dia, que aliás está bem perto.

Jesus descerá do Céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro (1ª Tessalonicenses 4.16)

O encontra será nos ares

Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; E OS QUE MORRERAM EM CRISTO RESSUSCITARÃO PRIMEIRO. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, A ENCONTRAR O SENHOR NOS ARES, e assim estaremos sempre com o Senhor. (1 Tessalonicenses 4.16 a 17)

O pastor Elinaldo Renovato, que é ministro do Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo, escritor do Livro o Final de Todas as Coisas – Esperança e Glória para os Salvos, na página 61, destacamos alguns pontos:

“Diante dessa realidade espiritual tão profunda, todo crente que espera a volta de Jesus, deve estar preparado a cada dia, a cada instante. Ao deitar, o crente, jovem ou adulto, precisa estar com sua “bagagem” espiritual pronta, pois, quando, “a trombeta de Deus” tocar anunciando a volta de Cristo, não haverá mais tempo, um segundo sequer, para alguém se preparar. O pai crente não poderá avisar ao filho que se prepare; não poderá chamar sua filha, que estiver desviada para que deixe sua vida de pecaminosidade; o filho crente não poderá acordar seu pai e dizer que “Jesus está voltando”: o esposo salvo não poderá despertar a esposa, dizendo que “chegou a hora”; nem a esposa salva alertar ao marido descrente que Jesus está chamando. Não!”

Por fim, ele concluiu: “Todos esses alertas devem ser dados agora, no dia que se chama hoje. Porque, no arrebatamento, os evento finais serão de uma rapidez fulminante,” num abrir e  fechar de olhos” (1 Co 15.51)

A igreja será arrebata antes

da grande tribulação

O pastor Elinaldo Renovato, presidente da Assembleia de Deus, em Parnamirim/RN, comentarista de Lições Bíblicas do 1º trimestre de 2016, no seu livro o Final de Todas as Coisas, capítulo 8 – A Grande Tribulação, escreve:

“Será o período mais terrível na História, em que Deus trará seus juízos  sobre a humanidade por causa da incredulidade, desprezo à sua Palavra e prática da impiedade. Deus criou o homem para sua glória e louvor. Mas, usando mal o livre arbítrio, o ser humano preferiu não ouvir a voz de Deus, e deu lugar ao pecado.”

Jesus livrará  a Sua Verdadeira Igreja  da ira que há de vir sobre os perdidos, conforme os textos sagrados que se seguem: “E  esperar  dos  céus  a  seu  Filho, a quem ressuscitou dos mortos, a saber, Jesus, que NOS LIVRA DA IRA FUTURA.” (1ª Ts 1.10)

            O comentarista diz que “Isto se refere à época em que Deus irá demonstrar a sua ira em relação a um mundo pecador e destruirá todo o mal.” 

            A Igreja do Senhor Jesus não está destinada para a ira, mas para a aquisição da salvação por nosso Senhor Jesus Cristo (1ª Ts 5.9)

            São Paulo escrevendo a sua Segunda Epístola aos Tessalonicenses,  descreve:  “...quando se manifestar o Senhor Jesus desde o Céu com os anjos do seu poder, como labareda de fogo, TOMANDO VINGANÇA DOS QUE NÃO CONHECEM A DEUS e dos que não obedecem ao evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo;  Os quais por castigo padecerão eterna perdição, ante a face do Senhor e a glória do seu poder.” (2ª Ts 1.7-9)

O comentarista  diz que “Deus não irá apenas punir os malfeitores, mas também dará descanso àqueles que estão sendo perseguidos.”

A labareda de fogo representa a santa presença do Senhor Deus, pois diversos textos sagrados apresenta a manifestação do poder de Deus através do fogo.

Êxodo 13.21, o Senhor ia adiante dos filhos de Israel, de dia numa coluna de nuvem, de noite numa coluna de fogo...” 

Deuteronômio 4.12, “...o Senhor vos falou do meio do fogo...”

Isaías, capítulo 66, versículo 15: “ Porque, eis que o SENHOR virá com fogo; e os seus carros como um torvelinho; para tornar a sua ira em furor, e a sua repreensão em chamas de fogo.” Torvelinho significa redemoinho (Dicionário Bíblico Almeida).

O Apóstolo João – discípulo amado de Jesus -  estava preso na ilha chamada de Patmos, por causa da palavra de Deus, e pelo testemunho de Jesus Cristo, quando veio a ele (João) o Filho do Homem (Apocalipse 1.9)

No mesmo capítulo 1, versículo 14, do Apocalipse, dize os seus olhos como chama de fogo;” 

“Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei DA HORA DA TENTAÇÃO QUE HÁ DE VIR SOBRE TODO O MUNDO, para tentar os que habitam na terra.” (Apocalipse 3.10)

A ira futura e a hora da tentação hão  de ocorrer com o castigo de Deus, que  virá contra os que desprezaram as Escrituras Sagradas. Os que abraçaram as coisas oferecidas por satanás, desde a criação do mundo.

Durante um tempo tão longo, Deus anunciou a vinda do Fim de Todas as Coisas, porém, alguns deram ouvidos ao aviso do Todo Poderoso.

O mundo perdido não dar ouvidos à Palavra de Deus; muitos debocham, e diz desaforo. Tem até comichão nos ouvidos.

Durante o Seu Ministério, Jesus predisse a sua gloriosa segunda vinda. Com a instalação do Seu Reino na Cidade Santa, a Nova Jerusalém, que de Deus descerá do Céu, adereçada como uma esposa ataviada (adornada) para o seu marido.  (Apocalipse 21.2)

 Paralelamente, satanás tem sido a  tábua de apoio para os que não cumprem as Escrituras, e abraçam as coisas oferecidas pelo reino deste século, em cujo trono  se assenta  o adversário das nossas almas, que opera neste planeta que se chama terra, desde a fundação do mundo.

Em Deuteronômio, capítulo 5,  versículos 7 a 9, Deus proibiu imagens  de  escultura  representando   quem   já  morreu;  Deus  proibiu   se encurvar ou ajoelhasse diante delas.

Vem o inimigo e diz: Façam imagens e se joelhem diante delas. Desta feita, os desobedientes provocam a ira de Deus.

A igreja que será arrebatada serve a um Deus vivo e Verdadeiro (1 Tessalonicense, capitulo versículo 9)

O destino dos mortos

Os salvos em Cristo Jesus, os corpos descem à sepultura,  almas e espíritos vão para o Paraíso (Lucas 23.43). E lá aguardam a primeira ressurreição, que ocorrerá na primeira fase da segunda vinda de Jesus.

Só há salvação para quem crer, pois está escrito:

 “ Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus.  Não vem das obras, para que ninguém se glorie.” (Efésios 2:8-9)

Salvar-se-á quem for filho de Deus, conforme João, capítulo 1, versículo 12 e 13:  “Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de SEREM FEITOS FILHOS DE DEUS; aos que creem no seu nome; Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do varão, MAS DE DEUS.”

Os que creram só em Jesus, pois foi Ele que morreu para nos salvar da maldição da lei, e amaram a Jesus e guardaram os Seus mandamentos (João 14.15), tiveram os seus pecados perdoados e levados pelo Sangue do Cordeiro (Apocalipse 1.5).

Os salvos nasceram de novo e entrarão no Reino de Deus (João 3.1 a 5).

Quem crer em Jesus não pereça, mas tenha a vida eterna (João 3.16), Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele (versículo 17). Quem crê nele não é condenado;

Uma vez salvos haverá um casamento da fé com as obras, conforme Tiago, capítulo 2, versículos 17 e 18: “Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma.  Mas dirá alguém: Tu tens a fé, e eu tenho as obras: mostra-me a tua fé sem as tuas obras, e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras.” 

Os perdidos vão para o inferno

“Os ímpios serão lançados no inferno e todas as nações que se esquecem

de Deus. (Salmos 9:17; Apocalipse 20.15). O corpo, porém desce à sepultara.

Os ímpios, enquanto vivos fisicamente, andaram pela porta larga e caminho espaçoso (Mateus 7:13). Contudo, os ímpios que estão vivos podem mudar de caminho, é só crer em Jesus e recebe-lo (João 1.12-13); é só crer no Filho Unigênito de Deus (João 3.16); é só crer (Marcos 16.15-16) 

A rejeição do Reino de Deus havia se instalado por todas as partes do mundo. A maior rejeição foi por parte dos judeus, que não creram que Jesus era o Messias prometido, e que Ele era o filho de Deus.

Os ímpios não creem no Senhor Jesus, conforme diz o texto de João, capítulo 3, versículo 18 b: “MAS QUEM NÃO CRÊ JÁ ESTÁ CONDENADO; porquanto não crê no nome do Unigênito Filho de Deus.” 

Os ímpios, também tratados de hereges e incrédulos, dizem que amam a Deus, mas não cumprem  as Escrituras Sagradas. Fazem petições a Deus e aos mortos. E assim provocam a ira de Deus. Eles são milhões de milhões, milhares de milhares, posto que cobrem o planeta terra. 

 “Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também, aos que em Jesus dormem, Deus os tornará a trazer com ele.”(1ª Epístola aos  Tessalonicenses 4.14)

“Assim, sabe o Senhor livrar da tentação os piedosos, e reservar os injustos para o dia de juízo, para serem castigados;” (2 Pedro 2,9)

Dia de juízo será depois do milênio (Ap 20:11-15).  

O estado intermediário

Estado intermediário é a situação dos seres humanos logo após sua morte física e vai até à ressurreição.

Consideramos aqui duas categorias: os salvos e os perdidos.

 O estado intermediário dos salvos, também chamados de justos, e dos perdidos, tratados por injustos, começa no último suspiro e se prolonga até à ressurreição.

Deixando mais explicado como tudo acontece, a Palavra de Deus nos leva  a Gênesis, ao capítulo 4, versículo 8, quando Caim matou seu irmão Abel.

A partir de Abel para cá, os que morreram salvos estão em estado intermediário, cujos  espíritos e almas moram no paraíso, com Jesus. Todos os justos ressuscitarão no arrebatamento da igreja.

A partir de Caim e todos os desobedientes a Deus continuarão no estado intermediário, que vai até após o fim do milênio. Então todos os perdidos incluindo Caim  ressuscitarão após o milênio, e enfrentarão o Juízo Final.

Como o Senhor não julgará os mortos, ressuscitará a todos, que comparecerão diante do trono branco, a fim de receberem a sentença final, e serão lançados VIVOS no logo de fogo (Apocalipse 20:15). Amém! 

O Tribunal de Cristo

Porque  todos devemos  comparecer ante o tribunal  de  Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem, ou mal.” (2ª Co. 5:10)  

“Na primeira fase de sua segunda vinda (arrebatamento), Jesus vem para os seus. Na segunda fase, Ele virá “com os seus para estabelecer o seu Reino, Milênio, e implantar o perfeito estado eterno.” (Do livro O Final de Todas as Coisas – Esperança e glória para os salvos - Capítulo 6, do pastor Elinaldo Renovato, Assembléia de Deus de Parnamirim/RN)

Não há condenação para os que serão arrebatados, conforme Romanos, capítulo 8, versículo 1: PORTANTO agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito.”

Os arrebatados estão em Cristo

Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou.” (1ª João 2:6)

Estes são os verdadeiros membros da Igreja de Cristo, cujo Sumo Pastor é Ele (Cristo), que lavou os nossos pecados com Seu Precioso Sangue (Apocalipse 1:5)

Os cristãos, em grande número, esperam a volta do Senhor como um evento “muito distante”, ou bastante “remoto”, a ponto de não se preocuparem com sua vida, seu comportamento e testemunho; não se importarem com sua vida,  seu comportamento e testemunho;  não se importarem com suas atitudes  e práticas, como se, no final, tudo possa SER arranjado, ajustado e resolvido, perante Deus...” – diz o pastor Elinaldo.               

Os galardões

Jesus avaliará as obras dos membros de sua verdadeira Igreja, a qual tem um único fundamento, conforme  a Primeira Carta de Paulo aos Coríntios, capitulo 3, versículo 11, que descreve:

Porque ninguém pode por outro fundamento, além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo.” 

E, se alguém sobre este fundamento formar um edifício de OURO, PRATA, PEDRAS PRECIOSAS, MADEIRA, FENO, PALHA, a obra de cada um se manifestará; na verdade o dia a declarará, porque pelo fogo será descoberta; e o fogo provará qual seja a obra de cada um. Se a obra que alguém edificou nessa parte permanecer, esse receberá galardão.  Se a obra de alguém se queimar, sofrerá detrimento; mas o tal será salvo, todavia como pelo fogo.” (1ª Co. 3.12-15)

Fundamento é a base ou estrutura sobre a qual está firmado o edifício, portanto, os   alicerces do edifício é JESUS.

Diz o comentarista que “os cristãos edificam sobre  este alicerce com vários  “materiais de diferentes qualidades.” 

Na sua segunda vinda, Jesus encontrará o mundo, inclusive muitos que se dizem crentes, totalmente desapercebidos, sem, contudo observarem os sinais, não estando em alerta, pois Jesus disse que “...daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, mas unicamente meu Pai” (Mateus 24.26), porquanto, “...como foi  nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem (Mateus 24.27), posto que “...nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em  casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca (Mateus 24.28), e o povo não percebeu “...até que veio o dilúvio e os levou a todos...” E  na vinda do Filho do Homem não será diferente.

Em Mateus, capítulo 24, versículo 42, disse Jesus: “Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor.”

O pastor Elinaldo Renovato diz que “...na volta do Senhor, a terra estará vivendo como “nos dias de Ló”, o velho patriarca, que, no meio à corrupção de seu tempo, soube ficar vigilante, mantendo sua comunhão com Deus, ainda que nem toda a sua família o acompanhou em sua vida de santidade, e Deus destruiu Sodoma, Gomorra e cidades vizinhas, mandando fogo do céu, como juízo sobre a impiedade daquela gente que debochava de Deus...”

 O mundo atual debocha de Deus. Não faz muito tempo que morreu um humorista famoso; no seu velório um seu admirador disse que ele estava no céu contando piadas e os anjos rindo. Depois deste fato,  um cantor de sucesso morreu num acidente de avião, e no velório do tal cantor, um seu fã disse que ele estava no céu fazendo parte do coral dos anjos. 

O governo mundial

Este governo  também  é  chamado  de  governo   global. O governo mundial será exercido num tempo de um verdadeiro caos mundial. Nestes últimos tempos o mundo vem trilhando por tal caminho, que entrará, inicialmente, num beco sem saída, “e por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará.”  (Mateus 24.12) – disse Jesus.

Continuamente os bancos são arrombados com expulsões assustadoras, deixando o povo perplexo, e muitas agências estão fechando pois vivemos tempos desastrosos. Em breve não haverá mais agência bancária.  

Frotas de ônibus são incendiadas; nunca houve tanto homicídio. Famílias inteiras são assassinadas.  O crime tem comando nas cadeias,  nas ruas do mundo inteiro.

As quadrilhas organizadas se assentam nos poderes executivos, legislativos, judiciários e econômicos. Os cofres públicos são saqueados, enquanto os mais humildes morrem nos hospitais públicos por absoluta falta de assistência médico-hospitalar. O mundo pede socorro à lei do homem, contudo, não conhecem a lei de  Deus.

Muitos países não se entendem, vivendo permanentemente em conflitos. Ditadores sádicos submetem o povo à verdadeira escravidão. É assombroso o número de pessoas que fogem dos conflitos, e do sofrimento que lhes impõem os perversos governantes, saindo o povo sem destino nos mores, e grande parte  morre nas águas.

A crise financeira vem atingindo muitos países, e a tendência é se agravar acentuadamente.

A fome vem com toda força, pois 24 mil pessoas morrem de fome  por dia, ao redor do mundo.  Enquanto isto, um terço dos alimentos saudáveis são jogados no lixo; esta é a prática do homem da iniquidade, que comanda restaurantes, hotéis de maior porte, até hospitais estão fazendo tal barbaridade; colocam água sanitária nos alimentos e jogam fora. É a insensatez do homem. É o comando da iniquidade. A maldade aumentou descontroladamente e esfriou o coração do homem (Mateus 24.12)    

A família se degenerou. Casar perante Deus é uma raridade. A devassidão arrebanha milhões de milhões, milhares de milhares de pessoas que vivem no deleite dos seus prazeres. As vestimentas são simplesmente depravadas, e terrivelmente incitantes. Tudo é natural, ao ponto de, perante a lei da iniquidade, casarem homem com homem e mulher com mulher, provocando a ira de Deus.

O Brasil também embarcou nesta canoa furada, pois um ministro do Supremo Tribunal Federal autorizou tal casamento – homem com homem e mulher com mulher. Outro ministro, em decisão, determinou que não precisaria mais o homossexual fazer a cirurgia para mudar de sexo, pois o suficiente seria ir ao cartório e declarar o seu novo nome, e estava liberado para usar os banheiros femininos; constituindo, deste modo uma verdadeira imoralidade, jogando no lixo o fiasco de dignidade da família, que fora destruído pela ação devastadora do anticristo, o qual opera de há muito tempo.

As paradas “goys” são aplaudidas pela sociedade, com cobertura total da mídia. Quando acontece um caso envolvendo alguém de tal comunidade é notícia em grande parte do mundo, como foi o caso de Marielle Franco, casada com outra mulher, a qual foi assassinada por quadrilhas organizadas, cujo crime aconteceu no dia 14 de março de 2018, no Rio de Janeiro.

A terra chora, mas o inferno dá gargalhadas!

O mundo entrará num beco sem saída, e é  justamente nesta desordem total que surgirá um homem nascido de mulher, um líder político-religioso, com grande habilidade, o qual apresentará a solução para o caos que o mundo entrará vivendo. Este tal é tratado de a besta (Apocalipse 13.1-3).

Tudo isto é o cumprimento literal das profecias dos últimos dias.

Os arrependidos após o

arrebatamento da Igreja

No momento  do arrebatamento dos membros da Igreja de Jesus,

os  vivos  estarão em  suas atividades  profissionais, religiosas ou domésticas.

Nas ruas  carros ficarão desgovernados; nos ares, aviões sem pilotos; nos mares, navios sem pilotos; nas ferrovias, trens sem maquinistas.  Em alguns púlpitos, nas naves das igrejas, nas ruas, nos lares, nos estabelecimentos comerciais, num abrir e fechar de olhos, muitos sumirão. Porém, milhões de milhões ficarão.

Os do mundo ficarão perplexos com tal evento anunciado pelos meios de comunicação. Todavia, haverá grande lamentação dos que foram enganados por seus líderes religiosos, que se diziam evangélicos, mas não pregaram a Verdade de Deus aos seus seguidores. Os enganados, com muito arrependimento, acusarão os seus líderes, porém, os que se arrependerem serão salvos, mas enfrentarão a fúria da besta.

Advertência  do Filho do Homem

E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra. Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, o primeiro e o derradeiro.” (Ap 22.13)

No versículo 10 do mesmo capítulo 22,  o Filho do Homem, falou pela boca do anjo, dizendo: “porque próximo está o tempo.” Ele (o Filho do Homem) identifica-se “Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, o primeiro e o derradeiro.”

Alfa – primeira letra do alfabeto grego. É o princípio e o primeiro.

Ômega – última letra do alfabeto grego. É o fim e o derradeiro.

E assim, Jesus amado é antes de todas as coisas, e depois de todas as coisas.

O comentarista  diz que “Na verdade,  o tempo pode estar tão próximo, que não haverá tempo para que as pessoas modifiquem o seu modo de vida.” – Comentário do Novo Testamento, Aplicação Pessoal.

Os que tem direito à árvore da vida

Bem-aventurados  aqueles  que lavam as suas vestiduras no

sangue do Cordeiro, para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas.” (Ap 22.14)

A recompensa dos seguidores da besta

             Os que forem engados pela doutrina Roma Papal hão de procurar os seus líderes, os quais consolarão os seus seguidores, dizendo:  “Calma! vem aí uma coisa que jamais vocês tiveram o prazer de vê; é uma imagem que fala.” (Ap 13.14 e 15). E todos ficarão encantados vendo uma imagem falando. Uma coisa inédita!

Os que ficarão fora do Reino de Deus

Ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras; e qualquer que ama e comete a mentira.” (Ap 22.15)

Os cães são as pessoas de mau coração, fazendo tudo contra o Reino de Deus, entre as quais estão os pastores desonestos e fraudulentos.

Os que se prostituem são os que vivem em adultério, e em fornicação.

Os feiticeiros são umbandistas, macumbeiros, mais algumas práticas que vem das profundezas do inferno.

Os homicidas são os que assassinam o seu próximo, que é a imagem e semelhança de Deus.

Os idólatras – São os que praticam a idolatria, prestando culto ao que não é Deus (dicionário Priberam), cuja prática é exercida pelo mundo perdido; Líderes enganadores, pois só lhes pregaram mentira ou misturaram a verdade de Deus com seus enganos.

Os evangélicos que foram enganados se arrependerão, e serão salvos, porém, enfrentarão o Governo do Anticristo, conforme Apocalipse, capítulo 13, versículo 7, que descreve:  “E foi-lhe  permitido  fazer guerra aos santos, e vencê-los.”

Os que sairão vitoriosos da besta

Na visão de João, um dos anciãos lhe esclarece sobre os que estavam vestidos de vestidos brancos, dizendo:  “Estes são os que vieram de grande tribulação, e lavaram os seus vestidos e os branquearam no sangue do Cordeiro.” (Ap 7.13-14) 

Estes serão os que se converteram após o arrebatamento, e enfrentarão as  atrocidades da besta, cuja recompensa será herdar o Reino de Deus.

João viu “... os que saíram vitoriosos da besta, e da sua imagem, e do seu sinal, e do número do seu sinal, e do número do seu nome...” (15.2)

O sangue dos humanos e de todos os animais que existem na terra e no mar mancha, mas o sangue do Cordeiro lava e branqueia. ALELUIAS!