Criar uma Loja Virtual Grátis
O PECADOR PRECISA NASCEU DE NOVO
O PECADOR PRECISA NASCEU DE NOVO

O texto sagrado diz que um homem fariseu, chamado Nicodemos, que era príncipe dos judeus, foi à noite ter com Jesus; Nicodemos disse a Jesus: “Rabi, bem sabemos que és Mestre, vindo de Deus: porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não for com ele.”  (João 3.1-2)

Nicodemos estava curioso para conhecer Jesus, e externou a sua própria opinião a respeito de Jesus, e sabia que Ele não era uma pessoa comum, posto que Jesus fazia muitos sinais miraculosos. Ele sabia que Jesus viera de Deus.

Se  Jesus fosse terrestre, teria ficado envaidecido com o elogio de Nicodemos, mas o Salvador não veio para ser servido, conforme Mateus, capítulo 20, versículo 28, que descreve:

...o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e para dar a sua vida em resgate de muitos.”

  Jesus, então esclarece a Nicodemos sobre o novo nascimento, conforme o texto sagrado de João, capítulo 3, versículo 3, que diz:

“Na verdade  na verdade  te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.” 

Nicodemos, que era um líder religioso judeu e fariseu, estranhou aquela história de nascer de novo,  e indagou de Jesus:

“Como pode um homem nascer, sendo velho? Porventura pode tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer?” (João 3.4)

Por fim, Jesus tira as dúvidas de Nicodemos, dizendo-lhe:

“Na verdade, na verdade, te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus.” (João 3.5) 

Nascer de novo refere-se a um nascimento espiritual, que é o batismo da salvação eterna. Nicodemos não havia recebido aquele batismo; mas Nicodemos entendeu que se tratava de um nascimento físico. Nicodemos, porém, estava enganado e não entendia sobre as coisas do Reino de Deus.