RIBEIRO ROCHA JULIO 
DEUS É LUZ
DEUS É LUZ

A Primeira Epístola Universal de São João, capítulo 1, apresenta o contexto dos versículos 5 a 7, que diz:

Deus é luz. Aqueles que não andam na luz não têm comunhão com Ele.”

João esclarece para melhor interpretação:

“E esta é a mensagem que dele ouvimos, e vos anunciamos: que Deus é luz, e não há nele trevas nenhumas. Se dissermos que temos comunhão com ele, e andarmos em trevas, mentimos, e não praticamos a verdade. Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado.” (Versículos 5 a 7)

JESUS É A PORTA

No Evangelho de São João, capítulo 10, versículo 9, disse JESUS:   “Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens.” Não precisa nem comentar; tudo está bem claro.

A PORTA QUER ENTRAR PELA PORTA

JESUS, que é a PORTA, está à porta e bate, conforme Apocalipse 3, versículo 20, que diz:

“Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.”

Aqui, trata-se da sétima carta que JESUS, também chamado de FILHO DO HOMEM, dirigiu à Igreja de Laodicéia, que só recebeu reprovação ao ponto de JESUS dizer: “Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca.” (Apocalipse 3:16)

Como vimos, JESUS não desistiu e bateu à porta dos daquela Igreja de Laodicéia, que se desviaram do Evangelho do Senhor.  Nos dias atuais não é diferente: JESUS continua batendo à porta, e quer salvar os perdidos, pois, nos tempos atuais existe em cada esquina uma igreja, e muitos dos seus congregados e dirigentes estão vomitados da boca do VERBO DE DEUS.