Criar um Site Grátis Fantástico
A EQUIVOCADA PURIFICAÇÃO CATÓLICA
A EQUIVOCADA PURIFICAÇÃO CATÓLICA

 

O Catecismo papista,  às páginas 290 e 291, números 1030 a 1032, descreve  a criação carnal da purificação ou purgatório,  que nada mais é do que uma terrível contradição afrontadora à Verdade de Deus.

Transcrevemos alguns trechos, a seguir:

“Os que morreram na graça e na amizade de Deus, mas não estão completamente purificados, embora tenham garantida sua salvação eterna, passam, após sua morte, por uma purificação, a fim de obter a santidade necessária para entrar na alegria do Céu.” (número 1030)

E diz mais:

“A Igreja denomina Purgatório esta purificação final dos eleitos, que é completamente distinta do castigo dos condenados. A Igreja formulou a doutrina da fé relativa ao Purgatório sobretudo no Concílio de Florença e de Trento. Fazendo referência a certos textos da Escritura, a tradição da Igreja fala de um fogo purificador.”

Na tentativa de justificar sua doutrina, eles citam Mateus, capitulo 12, versículo 32. O versículo citado se refere sobre falar contra o Espírito Santo, não haverá perdão nem neste século nem no futuro.

A doutrina do purgatório é um verdadeiro contraste com o que disse Jesus, conforme Mateus, capítulo 7, versículo 21 :

“Nem todo o que diz: Senhor, Senhor! Entrará no Reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.”

Quem  faz a vontade de Deus não morre em pecado, porquanto amam a Deus e cumprem os seus mandamentos, e continuamente pedem perdão ao nosso Pai Celestial pelas falhas e passamentos que os tenham praticado.  Quem morreu não estando purificado, morreu duas vezes: fisicamente e espiritualmente. Nisto não há contestação.

Jesus só mostrou dois caminhos, conforme Mateus, capítulo 7, versículos 13 e 14,  que diz: “Entrai pela porta estreita, porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela. E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que se encontrem.”

O homem usa  um dos dois caminhos enquanto está vivo fisicamente, pois depois da morte segue-se o juízo (Hebreus 9:27)

A Bíblia Sagrada aponta o destino das pessoas  que morrem – salvas ou perdidas -, as quais ficam sob o controle de Deus (Eclesiastes 12:7; Mateus 10:28; Lucas 23:46).

Os salvos em Cristo vão ao Paraíso – o Céu -, conforme 2 Coríntios 5:8, Filipenses 1:23, e 1 Pedro 3:22.

Os ímpios, que são os perdidos, vão para o Hades, que é a sala de espera do inferno, e não se trata de sepultura, mas lugar do tormento, conforme Salmo 139:8, Provérbios 15:24, e Lucas 16:23.

Os perdidos  enfrentarão o Justo Juízo.  Os mortos, grandes e pequenos comparecerão diante do Trono Branco; serão abertos os livros e o livro da vida. Os mortos serão julgados pelas coisas que estarão  escritas nos livros, segundo as suas obras. E aquele que não for achado no livro da vida será lançado no logo de fogo. (Apocalipse 20:12 e 15). A doutrina da carne mata a alma!

NOTE BEM: O século futuro, que Jesus se referiu é o MILÊNIO, após o governo da Besta. Do anticristo. (Apocalipse 20:6)