A MATANÇA DOS DISCÍPULOS DE JESUS
A MATANÇA DOS DISCÍPULOS DE JESUS

Começou a matança contra os discípulos de Jesus. O primeiro assassinado foi Estevão. Apedrejado até a morte. E Saulo, que era judeu e também cidadão romano, consentiu em tudo. (Atos 7:54-60)

O segundo foi Tiago, filho de Zebedeu, conforme Atos, capítulo 12, versículos 1 e 2, que diz:

“E POR aquele mesmo tempo o rei Herodes estendeu as mãos sobre alguns da igreja, para os maltratar;  E matou à espada Tiago, irmão de João.” 

Como a morte de Tiago (o filho de Zebedeu) agradou aos judeus, Herodes mandou colocar Pedro na prisão, a fim de mandar assassiná-lo no dia seguinte. Aqui, Deus provou ao rei carnal Herodes que a vontade era e é a do Rei Celestial, e mandou um anjo libertar Pedro da prisão.

A matança, porém, contra os apóstolos de Jesus, não parou. Só o evangelista João escapou e teve morte natural, em Éfeso.

Vejamos, então os outros apóstolos assassinados, a seguir:

André - foi crucificado, na Grécia, no  governo de Trajono, imperador romano.

Bartolomeu – pregou o Evangelho na Índia e converteu muitos naquele país. Os sacerdotes tiveram inveja de Bartolomeu, havendo conseguido ordens para retirar sua pele e separar a cabeça  de seu corpo.

Filipe – morreu crucificado  aos 87 anos, em Gerápolis, no tempo de Domiciano, imperador romano.

Judas – Foi martirizado cruelmente na Pérsia, sendo morto a golpes de machado, tendo como autores os sacerdotes, sob a alegação de não adorar a deusa romana Diana

Mateus – Não há informação segura de como morreu Mateus. Uns dizem que ele foi degolado; outros dizem que ele foi apedrejado e queimado na Etiópia.

Tiago, irmão de Jesus – segundo alguns relatos, o corpo religioso do templo, comandado pelo sumo sacerdote Ananias, condenaram Tiago à morte por apedrejamento, por que ele se recusou a denunciar os cristãos.

Tomé – Foi martirizado e morto pelo rei de Milapura, na cidade indiana de Madras, e lá ficou o monte São Tomé e a catedral do mesmo nome, onde, provavelmente, foi sepultado. Segundo os historiadores ele foi assassinado alvejado por lanças, quando se encontrava orando.

  Pedro foi crucificado de cabeça para baixo, pois não se julgava digno de ser crucificado da mesma maneira que o nosso Redentor e Salvador – o Cristo.

Simão – Foi torturado e morto no governo do imperador Trajano, de Roma. Segundo os estudiosos ele viveu 120 anos.

Matias – os relatos dizem que ele foi martirizado e decapitado em Colchis, perto do mar Negro.

Paulo – Foi assassinado, no ano 64 d.C, por ordem de Nero, imperador Romano.