RIBEIRO ROCHA JULIO 
Cap 14 - HOMENS QUE VIVERAM BOM TEMPO
Cap 14 - HOMENS QUE VIVERAM BOM TEMPO

 

           Sem, filho de Noé, era da idade de cem anos e gerou a Arfaxade, dois anos depois do dilúvio. E viveu Sem, depois que gerou a Arfaxade, quinhentos anos; e gerou filhos e filhas.” (Gn 11.10-11)

           Soma dos anos de Sem:  100+500 = 600. Sem viveu 600 anos.

           Arfaxade viveu trinta e cinco anos e gerou a Salá (Gn 11.12), E viveu Arfaxade, depois que gerou a Salá, quatrocentos e três anos; e gerou filhos e filhas (Gn 11.13)

           Soma dos anos de Arfaxade: 35+403= 438. Arfaxade viveu 438 anos.

                   Salá viveu trinta anos e gerou a Éber (Gn 11.14), e viveu Salá, depois que gerou a Éber, quatrocentos e três anos; e gerou filhos e filhas (Gn 11.15)

                  Soma dos anos de Salá: 30+403=433. Salá viveu 433 anos.

           Éber viveu trinta e quatro anos e gerou a Pelegue (Gn 11.16) E viveu Éber, depois que gerou a Pelegue, quatrocentos e trinta anos; e gerou filhos e filhas (Gn 11.17)

           Soma dos anos de Éber: 34+430=464. Éber viveu 464 anos.

           Pelegue viveu trinta anos e gerou a Reú (Gn 11.18), e viveu Pelegue, depois que gerou a Reú, duzentos e nove anos; e gerou filhos e filhas (Gn 11.19)

           Soma dos anos de Pelegue: 30+209=239. Pelegue viveu 239 anos.

           Reú viveu trinta e dois anos e gerou a Serugue (Gn 11.20), E viveu Reú, depois que gerou a Serugue,  duzentos e sete anos; e gerou filhos e filhas (Gn 11.21)

           Soma dos anos de Reú: 32+207=239.  Viveu Reú 239 anos.

           Serugue viveu trinta anos e gerou a Naor. E viveu Serugue, depois que gerou a Naor, duzentos anos; e gerou filhos e filhas. (Gn 11.22-23)

           Soma dos anos de Serugue: 30+200=230. Viveu 230 anos.

           E viveu Naor vinte e nove anos e gerou a Tera. E viveu Naor, depois que gerou a Tera, cento e dezenove anos; e gerou filhos e filhas. (Gn 11.24-25)

           Soma dos anos de Naor: 29+119= 138. Viveu Naor 138 anos.

           Como vimos, na parte 8 deste trabalho, o homem que viveu mais foi Metusalém, com 969 anos. Sem, filho de Noé, viveu 600 anos,

           Abraão também viveu bom tempo

           No capítulo 25, versículo 7, de Gênises, diz queEstes, pois, são os dias dos anos da vida de Abraão, que viveu cento e setenta e cinco anos.”

           A família de Abrão

           Tera  viveu Tera setenta anos e gerou a Abrão, a Naor e a Harã. E estas são as gerações de Tera: Tera gerou a Abrão, a Naor e a Harã; e Harã gerou a Ló. E morreu Harã, estando seu pai Tera ainda vivo, na terra do seu nascimento, em Ur dos caldeus. (Gn 11.26-8)

           Posteriormente, o Senhor Deus mudou o nome de Abrão para Abraão.

           O casamento de Abrão

           Abrão e seu irmão Naor casaram-se; o nome da mulher de Abrão era Sarai, e a mulher de Naor era Milca, filha de Harã, o qual também era pai de Iscá (Gn 11.29). Portanto, Naor casou-se com sua sobrinha, filha do seu irmão Harã.  E Sarai, esposa de Abrão, não tinha filhos, pois era estéril (Gn 11.30)

           Tera e sua família deixou Ur

           O texto sagrado diz que “...tomou Tera a Abrão, seu filho, e a Ló, filho de Harã, filho de seu filho, e a Sarai, sua nora, mulher de seu filho Abrão, e saiu com eles de Ur dos caldeus, para ir à terra de Canaã; e vieram até Harã e habitaram ali.”(Gn 11.31)