RIBEIRO ROCHA JULIO 
Cap 23 - ABRAÃO NEGOU SER SERA SUA MULHER
Cap 23 - ABRAÃO NEGOU SER SERA SUA MULHER

 

            Pela segunda vez, Abraão mandou Sara dizer que era sua irmã, pois o texto diz “Que Abraão partiu dali para a terra do Sul e habitou entre Cades e Sur; e peregrinou em Gerar (Gn 20.1); Abraão, mais uma vez mandou Sara mentir, e dizer ao rei Abimeleque que Abraão era seu irmão, então diz o texto que  Abimeleque, rei de Gerar,  tomou a Sara” (versículo 2)

         Os comentaristas do Beacon dizem que “Abraão ficava extremamente apavorado sempre que relação estreita com um poder político que era mais forte  que o dele. A reputação dos vizinhos pagãos provavelmente lhe dava razão para o medo. Aqui, como no relato da viagem de Abraão ao Egito (12.14-20), a desconfiança do patriarca nos regentes pagãos se concentra na luxúria que tinham por variedade de mulheres nos haréns...”

            O senhor Deus foi a Abimeleque

         Diante daquela situação, o Senhor Deus interviu indo a Abimeleque, conforme os versículos 3 e 4, do mesmo capítulo 20, que descrevem:

        Deus, porém, veio a Abimeleque em sonhos de noite e disse-lhe: Eis que morto és por causa da mulher que tomaste; porque ela está casada com marido. Mas Abimeleque ainda não se tinha chegado a ela; por isso, disse: Senhor, matarás também uma nação justa?”

            “O resultado de Abraão não dizer toda a verdade sobre a sua relação com Sara foi uma situação repleta de ironia. Deus interviu na questão, mas não primeiramente para o seu servo. Deus  se revelou em um sonho a Abimeleque (3) e lhe apresentou os verdadeiros fatos do caso, mostrando o perigo pessoal por cometer este pecado.” – Comentário Bíblico Beacon – vários autores.

         Continua o Beacon dizendo “Abimeleque protestou dizendo que não sabia e afirmou que ele e seu povo, no que dizia respeito ao assunto, eram justos (4). Ele confiou na verdade das declarações feitas por Abraão e Sara, por isso reivindicou sinceridade (tem, basicamente a mesma palavra traduzida por “perfeito” em 17.1), e pureza de mãos (5)...”

         A justificativa de Abimeleque

        O rei Abimeleque se justifica dizendo que Abraão mesmo havia dito que Sara era sua irmã, tendo ela também dito “É meu irmão”; continuando disse o rei que “Em sinceridade do coração e em pureza das minhas mãos, tenho feito isto. (versículo 5)

        O Senhor Deus respondeu ao rei Abimeleque

        O Senhor ouviu a defesa do rei Abimeleque, ao qual lhe disse em sonhos, conforme está escrito a seguir:    

        “Bem sei eu que na sinceridade do teu coração fizeste isto; e também eu te tenho impedido de pecar contra mim; por isso, te não permiti tocá-la. Agora, pois, restitui a mulher ao seu marido, porque profeta é e rogará por ti, para que vivas; porém, se não lha restituíres, sabe que certamente morrerás, tu e tudo o que é teu.” (versículos 6 e 7)

          Os comentaristas do Beacon dizem que “Deus estava propenso a aceitar a ignorância de Abimeleque como testemunho de sua sinceridade de coração, mas também acrescentou que foi a atividade provincial divina que impediu que Abimeleque  cometesse pecado. Deus lhe deu uma ordem. Abimeleque tinha que devolver Sara a Abraão e buscar seu dom profético de intercessão para que a vida de Abimeleque fosse poupada (7). A alternativa era castigo severo.”
         Abimeleque contou o sonho aos seus servos               

         Abimeleque se levantou de madrugada, certamente, após o seu sonho da revelação de Deus, chamando todos os seus servos, contando-lhes o que o Senhor Deus lhe havia falado, os quais temeram muito (versículo 8)

         Abimeleque chamou a Abraão, ao qual lhe disse: “Que nos fizeste? E em que pequei contra ti, para trazeres sobre mim e meu reino tamanho pecado? Tu me fizeste aquilo que não deverias ter feito; e disse mais Abimeleque a Abraão: Que tens visto, para fazeres tal coisa?” (versículos 9 e 10)

            O rei sabendo que Abraão era um servo do Deus Altíssimo, faz algumas indagação, demonstrando muito arrependimento.

         Abraão responde ao rei Abimeleque

         Abraão respondeu ao rei, e afirma que Sara, de fato, era sua irmã, conforme os versículos 11 e 12, do mesmo capítulo 20, que descrevem:

          E disse Abraão: Porque eu dizia comigo: Certamente não há temor de Deus neste lugar, e eles me matarão por amor da minha mulher. E, na verdade, é ela também minha irmã, filha de meu pai, mas não filha da minha mãe; e veio a ser minha mulher.” (versículos 11-12)

         Os comentaristas do Beacon dizem que “O monarca pagão censurou asperamente o patriarca pelo que ele fez e exigiu  uma explicação. Abraão admitiu  ter agido na presunção de que não há temor de Deus neste lugar (11) e que eles o matariam...”

         Abraão, que cheio de fé e atendendo o chamado de Deus deixou a sua pátria,  quando o Senhor Deus lhe disse: “...Sai-te da tua terra, da tua parentela, e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei.”  (Gn 12.1)

         Apesar  de tanta fé, o patriarca teve uma decaída na fé, porém, o Senhor Deus, que é rico em misericórdia, não levou em consideração essa falta do seu servo.

         Abimeleque devolveu Sara a Abraão

        Abraão continuou se explicando ao rei Abimeleque, o qual lhe devolveu Sara, conforme os versículos 13 e 14, do mesmo capítulo 20, que descreve:

         E aconteceu que, fazendo-me Deus sair errante da casa de meu pai, eu lhe disse: Seja esta a graça que me farás em todo o lugar aonde viermos: dize de mim: É meu irmão. Então, tomou Abimeleque ovelhas, e vacas, e servos, e servas e os deu a Abraão; e restituiu-lhe Sara, sua mulher.”

         O rei Abimeleque não procurou discutir com Abraão,  devolvendo-lhe Sara, sua mulher, e  lhe deu presentes, tais como: “...ovelhas, e vacas, e servos, e servas e os deu a Abraão.”

         Abimeleque fala com Abraão e Sara

         O rei Abimeleque permite que Abraão habite em sua terra e lhe dar mais riqueza, conforme diz o texto que se segue:

         O texto sagrado relata que o rei Abimeleque disse a Abraão:  “Eis que a minha terra está diante da tua face; habita onde bom for aos teus olhos” (Versículo 15). E disse mais o rei a Sara: “Vês que tenho dado ao teu irmão mil moedas de prata; eis que elas te sejam por véu dos olhos para com todos os que contigo estão e até para com todos os outros; e estás advertida.” (Versículo 16)

            Diz o comentarista que Abimeleque tinha suficiente inteligência para dar-se  conta de que as Bênçãos de Deus Estavam sobre Abraão; por isso, ofereceu-lhe um lugar em “sua terra”; ele, sem dúvida, experimentou grandes Bênçãos de Deus por esse ato, o mesmo acontecerá a qualquer que abençoe os filhos de Deus. – Bíblia de Estudo do Expositor de Jimmy Swaggart.

        Abimeleque dirigindo-se a Sara diz que deu mil moedas de prata a seu irmão Abraão, e, de certo modo, repreende Sara, dizendo-lhe: “...estás advertida.”

        Abraão orou a Deus por Abimeleque

        O texto sagrado diz que “...orou Abraão a Deus, e sarou Deus a Abimeleque, e a sua mulher, e as suas servas, de maneira que tiveram filhos (versículo 17); porque o SENHOR havia fechado totalmente todas as madres da casa de Abimeleque, por causa de Sara, mulher de Abraão (versículo 18)”.

            O Senhor Deus castigou o rei Abimeleque, e aos de sua casa, devido o grande pecado que o rei iria praticar querendo possuir Sara, que era a mulher de Abraão.

            Deus, que é riquíssimo em misericórdia, atendeu a aração do seu servo Abraão e abriu as madres  das mulheres da casa do rei.