RIBEIRO ROCHA JULIO 
Cap 20 - DEUS MUDOU O NOME DE ABRÃO
Cap 20 - DEUS MUDOU O NOME DE ABRÃO

 

           No capítulo 17, do mesmo livro de Gênesis,  diz que “Sendo, pois Abrão da idade de noventa e nove anos, apareceu o SENHOR a Abrão e disse-lhe: Eu sou o Deus Todo-Poderoso; anda em minha presença e sê perfeito. E porei o seu concerto entre mim e ti e te multiplicarei grandissimamente. Então, caiu Abrão sobre o seu rosto, e falou Deus com ele, dizendo: Quanto a mim, eis o meu concerto contigo é, serás o pai de uma multidão de nações. (Versículos 1 a 4)

           Os comentaristas do Beacon dizem que “Treze anos se passaram e novamente apareceu o SENHOR a Abrão. Típico de ocasiões de estabelecimento de concerto. O Divino se identifica com Abrão. Ele era o Todo-Poderoso (El Shaddai). Não é dado outro detalhe, mas Ele tinha uma ordem para Abrão. Era curta, mas severa: Anda em minha presença e sê perfeito.”

           Outros homes de Deus foram perfeito, vivendo em perfeita comunhão com Deus, entre os destacamos Enoque, que em vida Deus tomou para Si (Gn 5.24), e Elias, que foi arrebatado (2 Reis 2.11). 

           A promessa de Deus e o novo nome de Abrão            

           Deus mudou nome  de Abrão, conforme o versículo 5, que descreve: “E não se chamará mais o teu nome Abrão, mas Abraão será o teu nome;  porque por pai da multidão de nações te tenho posto.

           O Senhor Deus transformou o agora Abraão em o pai de todas as nações. Pai de todos os povos. É uma das grandes benções do Senhor Deus para com Abraão.

           No versículo 6, o Senhor Deus diz a Abraão que “...te farei frutificar grandiosamente e de ti farei nações, e reis sairão de ti.”  

              O  Senhor Deus fez outro concerto com Abraão

           Nos versículos 7 e 8 7, do mesmo capítulo 17, descrevem: “E estabelecerei o meu concerto entre mim e ti e a tua semente depois de ti em suas gerações, por concerto perpétuo, para te ser a ti por Deus e à tua semente depois de ti. E te darei a ti e à tua semente depois de ti a terra de tuas peregrinações, toda a terra de Canaã em perpétua possessão, e ser-lhes-ei o seu Deus.”

           O Senhor Deus mais a Abraão que ele guardasse o Seu concerto (o concerto de Deus). E acentua Deus: “tu e a tua semente depois de ti, nas suas gerações (versículo 9)

         Início da circuncisão

           Nos versículos 10 e 11, diz o SENHOR a Abraão:Este é o meu concerto, que guardareis entre mim e vós e a tua semente depois de ti: Que todo macho será circuncidado. E circuncidareis a carne do vosso prepúcio; e isto será por sinal do concerto entre mim e vós.”

           As criancinhas também  circuncidadas

           O filho de oito dia seria circuncidado, e disse Deus: “...todo macho nas vossas gerações, o nascido na casa e o comprado por dinheiro a qualquer estrangeiro, que não for da tua semente (versículo 12), Com efeito, será circuncidado o nascido em tua casa e o comprado por teu dinheiro; e estará o meu concerto na vossa carne por concerto perpétuo (versículo 13)

           No versículo 14 diz que “...o  macho com prepúcio, cuja carne do prepúcio não estiver circuncidada, aquela alma será extirpada dos seus povos; quebrantou o meu concerto.”

           Deus mudou o nome de Sarai

           O Senhor disse a Abraão que “...Sarai, tua mulher, não chamarás mais pelo nome de Sarai, mas Sara será o seu nome (versículo), Porque eu a hei de abençoar e te hei de dar a ti dela um filho; e a abençoarei, e será mãe das nações; reis de povos sairão dela (versículo 16)”

           Apondo-se às Escrituras, a doutrina de Roma papal diz que Maria, a mãe de Jesus, segundo a carne, é a mãe das nações.

                   Abraão riu do que Deus disse-lhe

           O texto sagrado diz que “...caiu Abraão sobre o seu rosto, e riu-se, e disse no seu coração: A um homem de cem anos há de nascer um filho? E conceberá Sara na idade de noventa anos?” (versículo 17)

           Abraão de decaiu da fé, ao duvidar que Sara teria um filho, sendo Deus o dono do poder, pois para o Senhor nada é impossível
           Abraão tenta mudar a história

           Abraão disse a Deus: “Tomara que viva Ismael diante de teu rosto!” (versículo 18)

           Deus esclarece ao servo Abraão

           Deus disse a Abraão o nome do filho que Sara lhe daria, conforme o versículo 19, que descreve: “Na verdade, Sara, tua mulher, te dará um filho, e chamarás o seu nome Isaque; e com ele estabelecerei o meu concerto, por concerto perpétuo para a sua semente depois dele.”(Versículo 19)

           Veja que o concerto de Deus foi com Isaque, e não com Ismael.

           Porém, o Senhor disse a Abraão que Ismael, o filho da Escrava Agar, faria dele uma grande nação, conforme descreve o texto sagrado: “E, quanto a Ismael, também te tenho ouvido: eis aqui o tenho abençoado, e fá-lo-ei frutificar, e fá-lo-ei multiplicar grandissimamente; doze príncipes gerará, e dele farei uma grande nação.” (versículo 20)

           O Senhor encerrou as suas palavras, dizendo a Abraão: “O meu concerto, porém, estabelecerei com Isaque, o qual Sara te dará neste tempo determinado, no ano seguinte (Versículo 21), e acabando de falar com ele (Abraão), subiu Deus de Abraão (versículo 22)”

           Abraão cumpriu a ordem do Senhor

           Cumprindo o que o Senhor Deus determinou, Abraão e “...tomou Abraão a seu filho Ismael, e a todos os nascidos na sua casa, e a todos os comprados por seu dinheiro, todo macho entre os homens da casa de Abraão; e circuncidou a carne do seu prepúcio, naquele mesmo dia, como Deus falara com ele (versículo 23)   

           Abraão tinha a idade de noventa e nove anos, quando lhe foi circuncidada a carne do seu prepúcio (versículo 24), seguindo-se Ismael, seu filho, que era da idade de treze anos, quando lhe foi cincundidada a carne do seu prepúcio (versículo 25)

           Neste mesmo dia, além de Abraão e Ismael, todos os homens da sua casa, o nascido em casa e o comprado por dinheiro do estrangeiro, foram circuncidados com ele. (Versículos 26 e 27)