RIBEIRO ROCHA JULIO 
A PRISÃO DE JESUS
A PRISÃO DE JESUS

O ministério de Jesus durou três anos e seis meses. Findo este tempo, Ele foi cumprir o principal objetivo de sua vinda ao mundo: morrer pregado num madeiro para salvar todo aquele que Nele crer (João 3:16)

Judas Iscariotes, o traidor.

Jesus foi traído por Judas Iscariotes – um dos doze discípulos -, que fora possuído pelo diabo, vendendo o Salvador por trinta moedas.

Jesus se encontrava no Getsêmani, que significa um pedaço de terra fechado, quando Judas Iscariotes chegou àquele lugar, a fim de entregar o Redentor aos seus inimigos. Iscariotes levava consigo a coorte, oficiais dos principais sacerdotes e fariseus, os quais iam com lanternas, archotes e armas. (João 18:1 e 3)

Então, a coorte e o tribuno, bem como os servos dos judeus prenderam a Jesus, amarrando-Lhe as mãos.

A coorte era uma unidade da milícia romana, geralmente comandada por um centurião romano.

Tribuno, segundo o dicionário, tratava-se de um magistrado que na antiga Roma defendia os direitos e interesses do povo. Também era um orador político de vulto.

Archotes eram fachos ou tochas.

Como vimos, os tribunos também eram romanos. Desta feita, Roma sempre contra  o Reino de Deus!