+250 Plataformas Grátis com cPanel, PHP, MySQL, Emails e SSL Grátis
Cap 100 Posição do clube dos oficiais
Cap 100 Posição do clube dos oficiais

 

          Dispostos a resolverem a questão salarial, os oficiais solicitaram a convocação de uma assembléia em seu respectivo clube para o dia 28 de abril, numa terça-feira.

Depois de discutirem diversas propostas, eles resolveram aprovar um aquartelamento que se concretizaria no dia 4 de maio - segunda-feira. A posição dos oficiais foi tomada em razão do clube haver realizado uma assembléia anteriormente, à qual compareceram o comandante geral, o subcomandante, em companhia do coronel Waldomiro, este, Secretário Chefe do Gabinete Militar. Naquele momento o coronel Luiz Pereira apresentou uma proposta que foi aceita pela oficialidade. Ocorre, todavia, que os oficiais souberam, de imediato, de que a tal proposta teria sido  falsa, a fim de segurar os oficiais.

No dia seguinte àquela última assembléia, o coronel Mendonça publicou nota na imprensa anunciando o aquartelamento se o governador não resolvesse a questão salarial até a data que seria executada a decisão.

Com a publicação da nota, as coisas esquentaram dentro da corporação. Era o assunto que se comentava. Os PMs, de fato, queriam mesmo o aquartelamento. Por outro lado, existia coronel do alto comando arquitetando planos diabólicos a fim de derrubar o coronel Luiz Pereira, e, com bastante habilidade, mandou os policiais de sua absoluta confiança  incentivarem a tropa para o dito aquartelamento, botando mais lenha na fogueira.